domingo, 7 de outubro de 2012

Disfunções erécteis

António José Seguro anda há meses à procura de uma ideia, de uma alternativa para a política ruinosa do governo.
Pensou, pensou, pensou, mas a única ideia que teve foi a redução do número de deputados. Eu até percebo que a ideia de Seguro seja criar problemas na coligação, porque  o PSD sempre foi favorável à redução, mas o CDS  opõe-se, já que seria um dos partidos mais penalizados.
No entanto, com tantos problemas no país, esta proposta  é populista, cria ainda mais clivagens à esquerda e vem completamente fora de tempo e a despropósito.
PPC não quis ficar atrás de Seguro e foi até Malta tecer uma tímida crítica a Merkel. Azar! No dia em que o fez, a senhora Merkel deu um passo atrás no seu discurso, centrado na destruição da Europa e quase fez um mea culpa. Até ela já percebeu que a Alemanha vai sofrer muito com uma Europa estilhaçada e as notícias que lhe chegam da Catalunha estão a deixá-la ( finalmente!!!) preocupada.

5 comentários:

  1. Isso são problemas de origem sexual.

    ResponderEliminar
  2. A dama alemã começa a ver que há tiros que saem pela culatra! :-((

    ResponderEliminar
  3. O que Seguro quer, já todos percebemos! Mas tenho ideia que nunca chegará a primeiro ministro, pois não é possível que o PS o mantenha nesta fraca liderança durante muito tempo... à espera que o outro caia de podre! :P

    ResponderEliminar
  4. Hoje mudo de modalidade: em vez de lhe dizer "Boa Malha", digo-lhe "Bem Fisgada"... mas sabe? A Catalunha tem menos 3 milhões de almas e, que eu saiba, só pelo Mediterrâneo é banhada... Perdemos a oportunidade de dar dores de cabeça à "condessa" quando "recebemos" (quem recebeu, digo eu) a troika...

    Há muito que a disfunção heréctil é um mal que assola Portugal!

    ResponderEliminar
  5. Recorro ao Imprensa Falsa - "António José Seguro tem uma alternativa para o país, mas não a conta a a ninguém porque é secreta".
    Acredito na Imprensa Falsa.
    Boa semana!!

    ResponderEliminar