domingo, 21 de outubro de 2012

Bomba relógio

Cavaco Silva jurou cumprir e fazer cumprir a Constituição. Começou por violar o juramento ao derrubar o governo Sócrates. Continuou a violá-la, aprovando o OE 2012, que o TC viria a considerar ferido de inconstitucionalidades. 
Acossado pela revolta popular, refugia-se num pátio cercado pela polícia, para comemorar o 5 de Outubro. Entrementes, debita umas frases contra a iniquidade, vai ao FB reclamara contra a austeridade excessiva, mas depois remete-se ao silêncio e assina de cruz qualquer documento que PPC lhe ponha debaixo do nariz.Em Dezembro voltará a cometer perjúrio, aprovando o OE 2013.
A bomba relógio está prestes a explodir. Cavaco sabe-o, mas continua feito barata tonta, impotente para evitar a explosão. Temo que, no momento de decidir, se engane no número e , em vez de chamar a brigada de minas e armadilhas, chame a polícia ( um governo de iniciativa presidencial).
Como é óbvio, a polícia não será capaz de evitar a deflagração.

7 comentários:

  1. Se ele fosse um Estadista... estamos nas mãos dos mais mediocres dos homens, quer na presidência quer no governo e foram os portugueses que os escolherem... admiramo-nos de quê?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Presidente medíocre, governantes medíocres. Concordo.
      E quem votou nesses medíocres?
      Que nome dar?

      Eliminar
  2. Ah! Eu pensava que ele já tinha morrido!

    ResponderEliminar
  3. Raramente concordo com Alexandres Soares dos Santos.
    Concordo com ele quando diz que o PR tinha a obrigação de chamar os líderes dos três grandes partidos, dar um murro na mesa, e obrigá-los a entender-se.
    Pois, eu, sei, nem em sonhos!!

    ResponderEliminar
  4. Não me parece que Cavaco vá por esse caminho (governo de iniciativa presidencial). Era a forma de se queimar ainda mais. Muito já ele arriscou ao fazer o papel de "padrinho" do actual. Enquanto puder, não mexe, pois supõe que enquanto estiver caladinho pode passar despercebido.

    ResponderEliminar
  5. Não me parece que Cavaco vá por esse caminho (governo de iniciativa presidencial). Era a forma de se queimar ainda mais. Muito já ele arriscou ao fazer o papel de "padrinho" do actual. Enquanto puder, não mexe, pois supõe que enquanto estiver caladinho pode passar despercebido.

    ResponderEliminar