terça-feira, 11 de setembro de 2012

Reconheço, Pedro. Foi um golpe de mestre.Parabéns!

Senhor Pedro:
O senhor utilizou o Facebook para se desculpar publicamente pela merda que anda a fazer e a sua ventoinha faz espalhar por quem trabalha.
Nessa mensagem apresentou-se como cidadão e pai e é nessa circunstância que lhe respondo de forma muito sucinta:
1- Não me trate por amigo. Não  sou amigo de ladrões, nem de mafiosos que protegem vigaristas e ladrões, oferecendo-lhes lugares de ministro.
2- Quanto à sua condição de pai, apenas lhe digo que lamento pelas suas filhas. Terem um pai da sua estirpe deve envergonhá-las diariamente. São, certamente, alvos fáceis de insultos por terem um pai tão miserável.
3- Diz-me que é cidadão. Acredito, pois deve ter um BI, um nº de contribuinte e de eleito, mas o seu conceito de cidadania, tal como o de milhares de criminosos que andam à solta, ou estão a cumprir penas nas prisões, não vai mais além disso. Um NÚMERO! 
4- Tem a lata de  roubar o salário de milhões de trabalhadores para o oferecer aos patrões e ao grande capital e no dia seguinte vem pedir desculpa? Vá bugiar, cidadão Pedro! Vá gozar com a sua mãezinha, que neste momento deve estar a dar voltas na tumba, arrependida de ter parido um filho da sua estirpe.
5- Se você fosse cidadão, Pedro, escrevia na sua página do FB:
" Errei e reconheço que sou incompetente. Peço desculpa aos portugueses e a todos os que confiaram em mim, mas como sei reconhecer os meus erros, já apresentei o pdeido de demissão ao sr. Presidente da República"
6- Se fosse um bom pai, escreveria:
" Não quero que as minhas filhas me vejam como o inimigo do país que condenou os portugueses á pobreza. Quero que se orgulhem de mim, por isso, decidi demitir-me".
Mas você, Pedro, é um COBARDE e por isso mantém-se no seu lugar , entretido com carrinhos e motoristas, despesas de representação e outras mordomias, enquanto fornica os portugueses.
Você é um mau cidadão e um pai obsceno e hipócrita, Peddro
7- Mas há uma coisa em que o felicito, senhor Pedro! Ao mostrar o seu arrependimento no FB, convidou os portugueses a desabafarem e descarregarem a sua ira num ecrã de computador. Alguém lhe ensinou- e bem- que para evitar a ira do povo nas ruas, se devem criar mecanismos alternativos para que ele possa desabafar, de modo a chegar à rua amansado, ou mesmo perder a vontade de se manifestar na rua.
Essa lição você aprendeu-a  e pô-la em prática. Ao ver os comentários na sua página de FB, resultou em cheio.
No entanto, não esqueça... até aqueles a quem o senhor entregou milhões dos trabalhadores estão contra si. O seu fim está próximo e, nesse dia, vou celebrar até às tantas. 

12 comentários:

  1. Conta comigo, Carlos. Não sei é se aguento até as tantas. Abraço.

    ResponderEliminar
  2. Eu junto ás comemorações. Subscrevo o post.

    ResponderEliminar
  3. SUBSCREVO!!! Ladrão! Aldrabão! Impostor! Ele que se cuide e que não saia de casa que o pessoal está de cabeça perdida! Um Buiça. De um Buiça é que precisávamos!

    ResponderEliminar
  4. Vamos já começar no dia 15!
    Lá estarei na Praça José Fontana, pelo menos é essa a informação que tenho!

    Abraço

    ResponderEliminar
  5. Quanto às comemorações, estamos juntos.

    Confesso que me soube bem ter dito umas quantas verdades ao Pedro - embora com toda a educação e dando-lhe o link da Carta Aberta que lhe escrevi ( e que ele não vai ler tal como não lerá os comentários áquela pieguice hipócrita que escreveu).

    Mas não é isso que me apazigua a ira e o desprezo que sinto por Passos Coelho , Portas e acomapnhantes!!

    Bons sonhos, amigo meu.

    ResponderEliminar
  6. Nesse dia, quase todos nós celebraremos! E que chegue rápido...

    Quanto à resposta, posso assinar por baixo? :)

    ResponderEliminar
  7. Celebremos o direito à indignação! E aquele sonso de Belém continua a fazer-se de morto...

    ResponderEliminar
  8. Será que o fim está próximo? Era bom demais para ser verdade.

    ResponderEliminar
  9. Todos os Homens honestos mataram César.
    A alguns faltou arte,
    a outros coragem
    e a outros oportunidade
    mas a nenhum faltou a vontade

    Cicero

    ResponderEliminar
  10. E a seguir vem quem, Carlos?
    Quem???
    Respondam-me a esta pergunta que estou farto de fazer, por favor!

    ResponderEliminar
  11. Essa pergunta também me apeteceu fazer, Pedro, mas não tive coragem, porque os animos estão muitíssimo exaltados.
    Eu vivo longe e nada posso dizer sobre a política portuguesa, mas um povo de cabeça perdida não está em condições de resolver os seus problemas.

    Antes das últimas eleições, li as mesmas palavras de revolta pela blogosfera, mas dessa vez, o ladrão era o Socrátes.

    ResponderEliminar
  12. Lá nos encontraremos já no sábado dia 15. Vamos lá ver de que massa é feito este povo...

    ResponderEliminar