segunda-feira, 17 de setembro de 2012

Governo intimida Cavaco

Paulo Portas ( seguindo os passos de Coelho) precipitou-se ao congratular-se com a avaliação positiva da troika. Na verdade, como ficou hoje demonstrado, a nota ainda não foi publicada em pauta e a acta da avaliação está dependente de várias condicionantes.
No entanto, como costumava ouvir no meu tempo a alguns professores, o chumbo  não deve ser visto como um drama, mas sim como uma segunda oportunidade para o aluno. O governo devia agora estudar bem a lição e apresentar um OE consentâneo com a realidade do país. Sem recorrer a cábulas feitas à pressa e mostrando que aprendeu e compreendeu a matéria.
No entanto, como é cábula e quer evitar o chumbo, meteu cunhas a Bruxelas e a Merkel, para que viessem para a praça pública dizer que sem TSU não há dinheiro. Só que depois de termos ouvido a troika dizer que nunca tinha exigido a TSU, e o FMI a reclamar medidas para o crescimento, toda a gente percebeu que  aquelas declarações foram feitas a pedido e o objectivo primeiro é condicionar Cavaco e os conselheiros de Estado.
Admito que até tenha êxito, mas meter essa patranha aos portugueses não  vai ser tarefa fácil.  O governo ainda não percebeu que já não nos vence pelo medo. É melhor que se cuide. Ou se empenha em ser um bom aluno e encontra soluções alternativas à TSU, ou então será o povo português a chumbá-lo.

8 comentários:

  1. Também pode ter sido um telefonema de Cavaco
    para o seu antigo MNE, de forma a condicionar
    o próprio Conselho de Estado!
    Como diz e bem, o Povo já mostrou que não fica
    indiferente às mentiras e manipulações!!!

    ResponderEliminar
  2. Ainda me custa acreditar, mas cada vez menos, no autismo de Coelho e seus pares.
    Será que este primeiro ministro quer is para a cova (entenda-se política) com peso excessivo na consciência?
    Um Conselho de Estado não pode, não deve ser condicionado por interesses. Estejam eles cá dentro ou venham do raio que os parta.
    Barroso que anda armado em Durão e Merkel quase já com a casa às costas, quererão fazer render o seu peixe e garantir as suas posições de aparentemente todos poderosos.

    ResponderEliminar
  3. Já estava com saudades, Carlos, das suas tiradas contra a minha amiga Angie!!!

    ResponderEliminar
  4. Por acaso, quando ouvi aquele "menino" lá das estranjas a fazer aquela ameaça (que muito me enervou, diga-se de passagem) também me pareceu discurso encomendado... Como o parvo do cherne que também se atreveu a mandar para cá umas papaias... Que nojo!

    ResponderEliminar
  5. Nem sempre gosto de ouvir o Miguel Sousa Tavares, mas desta vez, gostei mesmo muito de ouvir o seu comentário no Jornal da Noite da SIC sobre o protesto de sábado no país.

    ResponderEliminar
  6. O que me deixou estarrecida pela desfaçatez foram as sábias consideralões daquele exemplo de competência que dá pelo nome de Vítor Constâncio. Mais ou menos isto : não importam manifestações,o Governo tem é que cumprir o programa e continuar a apagar!

    " E não se pode extermi-ná-los?"

    Bons sonhos, amigo meu

    ResponderEliminar
  7. Chumbado já ele está, agora é uma questão de tempo até ao seu estertor final... :)

    ResponderEliminar
  8. A Teté diz tudo.
    Acrescento que o estertor final está para breve.

    ResponderEliminar