sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Cavaco e os serviços mínimos

Reúne hoje o Conselho de Estado. Cavaco anda desde domingo a tomar ansiolíticos em dose redobrada, tal é o seu pavor só de pensar que pode ser obrigado a tomar uma decisão, depois de ouvir os conselheiros: demitir Pedro Passos Coelho por incompetência e traição ao país.
Ninguém acredita que Cavaco o faça. Irá escudar-se na defesa dos interesses do país ( como se o interesse do país fosse ter um governo autista e um primeiro ministro que vende o país a retalho e oferece os cidadãos aos agiotas como escravos) e ficará à espera que o governo caia de podre.
Cavaco Silva custa demasiado dinheiro ao país. Exige-se-lhe que cumpra os serviços mínimos, não se exima das responsabilidades e faça o seu trabalho na defesa de Portugal e dos portugueses.
É por isso importante que hoje, às 18 horas, todos estejamos em Belém, para lhe lembrarmos os seus deveres. Para o obrigarmos a ser, pela primeira vez em seis anos, presidente da República. 
Eu sei que a maioria dos conselheiros de Estado lhe irá exigir isso, mas a nossa presença em Belém reforçará a posição da maioria dos conselheiros.
É imperioso  fazer Cavaco perceber que ao pactuar com Pedro Passos Coelho, está a ser cúmplice de uma traição e, na altura própria, será julgado por isso. Espero que o PR tenha percebido este sinal

2 comentários:

  1. Duvido muito que Cavaco siga o conselho dos conselheiros, mesmo que houvesse unanimidade. Espero bem que estes fulanos que estão simplesmente a arruinar o país um dia sejam julgados por traição e condenados a penas de prisão efetiva!

    ResponderEliminar
  2. Cavaco não precisava de tomar ansiolíticos.
    Como vai ouvir, ou já ouviu, Vítor Gaspar ... adormeceu.

    ResponderEliminar