terça-feira, 14 de agosto de 2012

Oremos, irmãos

Até hoje, o governo garantia que 2012 seria o ano de viragem. A partir desta noite ficamos a saber que a viragem será em 2013. Não porque PPC tenha apontado caminhos para estancar a recessão, apenas porque... tem Fé.
Então se a resolução da crise é um problema de Fé, o melhor era ter feito o comício em Fátima. Como não foi essa a opção, daqui a um ano ouvi-lo-emos dizer que em 2014 é que vai ser.
Como PPC não deve estar louco, o discurso foi proferido antes do jantar, pelo que estava sóbrio ( apesar de não fazer a mínima ideia em que país vive, mas esse é um problema congénito) só resta uma terceira hipótese. Mas sobre essa escreverei amanhã.
Até lá, sigamos o conselho do grande líder e oremos, ormãos

11 comentários:

  1. Ó Carlos, Carlos, por favor...
    "daqui a um ano ouvi-lo-emos dizer"?
    Tem mesmo que ser?
    Entretanto não se correu com o senhor?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda é preciso ter mais Fé do que ele, para acreditar que o homem se vai embora para o ano. Ainda acreditei, antes dele ter "comprado" o Cavaco, mas agora vamos ter de o aguentar até 2015, ou mais...porque o tuga se vir o cinto a desapertar, um nadinha que seja, corre para as urnas a votar nele outra vez.

      Eliminar
  2. Do que ele precisava era de um grande chuto no rabo... dado com muita fé e genica! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Precisar precisava, mas ele sabe que está bem protegido e o povo é sereno...

      Eliminar
  3. Milagres!
    Esses já nem em Fátima!
    Que nojo e impotência que sinto desta gente.
    Bom Feriado meu amigo

    Beijinho e uma flor

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Experimente-se então o Inferno, Flor, um lugar muito adequado para um bicho tão ruim ( que até tem o nome de um bichinho bem simpático)

      Eliminar
  4. em 2014 só por milagre...
    ou só em escudos...dum modo ou doutro

    pela via rápida ou pela en125...

    o problema é saber quando saltar fora antes do crash...

    ResponderEliminar
  5. fé não existe na política

    dizer A verdade às vítimas do incêndio
    só um bombeiro muito parvo

    já o demitiram?
    inda não?

    ResponderEliminar
  6. Carlos,
    Nos meus tempos de juventude, tinha um amigo, o Ezequiel, que era um pândego.
    E que, na missa, sempre que o sacerdote dizia - remos, irmãos - começava a dizer-nos - eu não oro; eu, hoje, não oro! Vocês oram?" :))

    ResponderEliminar
  7. Felizmente que em Agosto tenho mais afazeres gostos que não me deixam navegar pela internet nem outros audiovisuais. É bom permanecer na ignorância pelo menos durante um mês no ano. Ai, ai!

    Amigo Carlos, tens cá uma pedalada!!!!

    Continuação de boas férias... de mim
    Abreijos

    ResponderEliminar