segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Biblioteca de Verão (19)


Foi sem grande expectativa que comecei a ler este livro, escrito por um jovem engenheiro que se viu no desemprego e decidiu escrever para ocupar os tempos livros.
Algumas páginas bastaram para mudar de opinião. O prémio Leya 2010 foi muito bem entregue e merece uma leitura.
Aguarde-se com atenção a próxima investida de João Ricardo Pedro

5 comentários:

  1. A Teté já falou deste romance de João Ricardo Pedro e, eu fiquei logo muito entusiasmada; agora só estou à espera de ir ao Porto para o comprar, porque não está traduzido na língua alemã.

    Gosto mesmo muito desta sua rubrica, Carlos, e quando o Verão terminar, só precisa de mudar de nome para Biblioteca ...

    ResponderEliminar
  2. Tenho lido críticas muito favoráveis a este livro.

    ResponderEliminar
  3. Também já o li e tenho-o aqui ao lado para não me esquecer de falar dele...:-))
    Gostei!
    Mas de boas intenções está o inferno cheio e eu de vez em quando pasmo!

    ResponderEliminar
  4. Nem acredito que o Passos possa ter razão ao dizer que o desemprego é uma oportunidade.
    E eu que procuro emprego vai para um ano.
    Que capacidades escondidas terei?

    Obrigado pela sugestão. Já tinha ouvido falar, mas desconhecia a sua qualidade.

    Beijinho

    ResponderEliminar
  5. Aconselharam-me ontem a leitura do livro.
    Agora vejo aqui novamente uma referência ao mesmo.
    Vou procurá-lo amanhã na Livraria Portuguesa

    ResponderEliminar