quinta-feira, 26 de julho de 2012

Já se vêem os estilhaços...

Saio de Espanha com a sensação de que estou a fugir de um barril de pólvora. Só falta acender o rastilho, para que Espanha expluda e as labaredas atinjam a Europa. A tensão social é enorme, mas ainda está no início. A necessidade de resgatar as regiões autónomas não irá permitir a Rajoy continuar a assobiar para o ar iludindo a necessidade de Espanha seguir o caminho de Grécia, Irlanda e Portugal. Com uma agravante: a possível balcanização.
Ontem, na Catalunha, o Parlamento aprovou a criação de uma Fazenda Pública, independente de Madrid,  que cobrará os impostos desta região autonómica. Ora esta decisão é  mais do que um aviso. É um grito de independência sem necessidade de referendo. 
Se as outras regiões que estão na iminência de pedir um resgate optarem pela mesma via, a Espanha que todos conhecemos deixará pura e simplesmente de existir.
Há dias, sentado numa esplanada em Valência, comentava que a necessidade de um resgate  ameaçava a Espanha  de implosão. Olharam-me com desconfiança e descrença, como se fosse um lunático profeta da desgraça. Uma semana depois, os sinais dessa possibilidade tornaram-se mais evidentes. Já há, certamente, mais gente a admiti-la. 
A balcanização espanhola pode atingir outros países europeus e não deixará de provocar estilhaços (económicos, entenda-se...) em Portugal. Mas, o mais grave, é se todos continuarem a assobiar para o lado, fingindo que não se passa nada. Como parecem estar a fazer em relação ao Kosovo, onde a turbulência recrudesceu com consequências que podem ser catastróficas...

4 comentários:

  1. O que o Carlos diz assusta-me tanto, além dos motivos que aponta, Tb tenho os meus que não posso explicitar aqui, mas efectivamente as minhas amigas espanholas/catalãs, "nem piam"

    BfdS

    ResponderEliminar
  2. Esta cambada de dirigente políticos europeus cinzentos e incompetentes meteu a europa num atoleiro e Rajoy é do pior que poderia ter acontecido a Espanha, mas a verdade é que ele aí está com todos os defeitos que se lhe conheciam e nem por isso deixou de ser eleito, essa é que é essa...

    ResponderEliminar
  3. Carlos,
    Estive cinco dias em Barcelona e, se há crise, está muito bem escondida.

    ResponderEliminar
  4. Agora mesmo falei, com uma amiga Catalan, funcionária pública, que me diz que às 6ª f vão trabalhar vestidos de preto...

    Quem não tem cão, caça com gato.

    BfdS

    ResponderEliminar