segunda-feira, 7 de maio de 2012

Infelizmente já não há LUAR


Rezam as crónicas, que no sábado os europeus puderam ver o luar mais luminoso dos últimos 20 anos. Não sei se isso terá contribuído para os resultados eleitorais de domingo em França, na Grécia. em Inglaterra e na Alemanha, onde a direita sofreu fortes penalizações dos eleitores,  mas a verdade é que hoje, neste cantinho à beira mar, regressou a chuva e voltamos a ver o futuro cinzento. Infelizmente hoje já não há LUAR porque, se houvesse, certamente outro galo cantaria.

8 comentários:

  1. E os lobisomens? Os vampiros?

    Por onde andarão?
    Onde estão?

    ResponderEliminar
  2. ...e cai a cortina... aguardemos o próximo acto! =)

    ResponderEliminar
  3. Pois, lá voltámos à chuva e ao cinzento. Já não há LUAR nem estrelas no céu...

    ResponderEliminar
  4. Luar haverá sempre, de lua cheia todos os meses, lá no perigeu, só uma vez por ano! O que a gente aprende no FB... :)

    Quanto ao outro LUAR, pois, o galo ainda era outro! :P

    ResponderEliminar
  5. E...para o ano já há mais...
    Hoje foi o meu inverno na acessão da palavra. Muita chuva e bruma.
    Se houvesse luar mais vezes, também digo que outro galo cantaria.
    :))

    ResponderEliminar
  6. No ano que vem volta a haver perigeu. Pode ser que outra lua brilhe entre nós.
    Um abraço.

    ResponderEliminar
  7. Felizmente que houve LUAR, o do Stau e aquele outro que espalhava papeis lá de cima, do ar.
    Estou a lembrar-me duma canção que o pessoal aviador antigamente costumava cantar e que se cola perfeitamente a este luar; diz mais ou menos assim: O aeroplano subiu no ar e o avoador que era dos tais que as não cortava....era engraçado porque servia para muita coisa.
    Celene
    2012/05/08

    ResponderEliminar