domingo, 20 de maio de 2012

A Festa



Na final da Taça de Portugal deste ano, que neste momento começa, o que me vem à memória é outra Taça de 1969 que colocou frente a frente o SLB e a Académica.
Estou numa fase de grande optimismo em relação ao futuro e acredito que esta final seja, como a de 1969, um sinal de mudança. Pela primeira vez, a Taça será entregue por uma mulher: Assunção Esteves, presidente da AR.

9 comentários:

  1. Já imaginaste o que seria o senhor silva no Jamor???

    ResponderEliminar
  2. Olá... Tudo o que seja "CONCENTRAÇÃO DE POPULAÇA" é local a evitar pelos actuais políticos! Não admira por isso que o comedor de bolo-rei se tenha posto a andar daqui para fora!

    ResponderEliminar
  3. Só quero lembrar que o futebol é a coisa mais importante de entre as coisas pouco importantes com que nos devemos preocupar!
    Quando um estádio passa a ser o único lugar onde se esperam sinais é porque desapareceu qualquer nesga de Democracia. Ou porque realmente não a há, ou porque simplesmente é ignorada.

    ResponderEliminar
  4. A Taça será entregue pela 1ª vez por uma mulher e será a 1ª vez que a ACADÉMICA a ganha depois do 25 de Abril. Será uma mudança?
    Abraço.

    ResponderEliminar
  5. E quem recebeu a taça foi o Académica! :)
    VIVA o clube que tem como treinador Pedro Emanuel, ligado à minha família por laços de afinidade!!!

    ResponderEliminar
  6. Carlos
    Não desfazendo, o Osvaldo Castro publicou um post a este propósito que me levou às lágrimas.
    Pronto mas depois de um jejum tão grande a Académica merecia.
    Abraço
    Rodrigo

    ResponderEliminar
  7. Estive aqui, de capa e batina e bem desconsolado fiquei com o resultado.

    ResponderEliminar
  8. Foi uma final linda.
    Com um final lindo!!!
    BRIOOOOOOSA!!!!!

    ResponderEliminar
  9. Não me parece que a final de 1969 tenha sido um sinal de mudança, afinal a queda do Estado Novo foi só 5 anos depois.
    Esta final de 2012, pareceu-me tudo menos um local de mudança política. Porque carga de água é que um estádio de futebol seria um local de mudança política?

    ResponderEliminar