quinta-feira, 31 de maio de 2012

Assim, percebe-se melhor...

Muito curioso o conceito de mentira de Relvas... 
Não só pelo que revela da sua personalidade e forma de estar na vida, mas também pelo que permite inferir em relação à forma de actuar deste governo. Garantir em campanha que não se corta o subsídio de Natal e depois cortar também o de férias, não é mentir, é apenas uma correcção dos factos. Estamos esclarecidos...

Informação útil: a resposta à pergunta que vos fiz aqui é simples: só precisa de pedir factura com número de contribuinte, quem paga IVA. 

4 comentários:

  1. É claro que não é mentir. Lapso, "gafe", o que se queira. Mentir é que não, que a direita não mente. "Gente honrada" sabe lá o que é mentir.

    ResponderEliminar
  2. Ficou-me no teclado o agradecimento pela informação. Afinal não preciso do pi.Fico mais descansado. Abraço.

    ResponderEliminar
  3. A sensação que fica tudo em águas de bacalhau é absolutamente insuportável

    ResponderEliminar
  4. Tão sagaz que é o rapazinho: não mentiu, porque quem estava nessa tal reunião não era ele e o outro, mas sim os administradores de duas empresas, que por acaso eram ele e o outro... Estou estarrecida com a diferença! ;)

    Agora resta saber porque é que ele se estava a esquivar de falar sobre esses negócios com a Ongoing, que aí parece-me estar o cerne da questão!

    ResponderEliminar