sexta-feira, 13 de abril de 2012

Olhós meus chouriços, Assunção!



Pedro Passos Coelho precisava de angariar mais receitas, mas tinha esgotado a imaginação e não conseguia encontrar uma ideia para lançar um novo imposto. Telefonou a Paulo Portas a pedir ajuda. O ministro fantasma prometeu tratar do assunto. Reuniu-se com Pedro Mota Soares e pediu-lhe que criasse mais um imposto disfarçado, reduzindo mais umas regalias, a pretexto de evitar as fraudes.
- Porque é que hei-de ser sempre eu, Paulo? – choramingou o ministro da Vespa que num passe de mágica se transformou num Audi.
- Está bem vou telefonar à Cristas- condescendeu Portas
“Ó Cristas, inventa lá  no teu ministério um imposto que não pareça imposto e dê ares de ser uma boa ideia!”
- Ok, Paulo, tu mandas. Dá-me só  uma horinha que eu já arranjo uma solução.

Uma hora depois ....

-Está lá, Paulo? Já descobri. Vou criar uma taxa sobre os alimentos!
-Tu estás louca Assunção ! Com os portugueses a passar fome e vens-me com a ideia de aumentar o preço dos alimentos? Deves querer correr comigo do governo. Isso não se faz, olha que fui eu que te arranjei esse  ministério de luxo.
- De luxo? Deves estar a gozar comigo, Paulo. Sabes lá o que eu tenho passado por aí! Até já tive de andar a espremer as tetas das vacas, imagina!
- Eu vi na televisão. Não tens lá muito jeito, mas um dia destes a gente encontra-se e eu ensino-te umas técnicas que aprendi nas feiras, para ultrapassar momentos delicados. Bem, mas vamos lá ao que interessa. Eu não quero...
- Calma, Paulo, calma...Não te preocupes! As pessoas  não vão perceber. Vou anunciar uma taxa sobre os comerciantes, dizendo que é para garantir a saúde e segurança dos alimentos e toda a gente vai achar bem. Se eles resolverem fazer incidir essa taxa sobre os consumidores, a culpa não é nossa, estás a ver?
- Bem visto, sãozita, bem visto. Eu sabia que tinha feito uma boa escolha quando te nomeei.Olha, mas faz-me um favor. Põe aí uma excepção na lei. Os estabelecimentos com menos de 400 m2 não pagam taxa.
- Porquê, Paulo?
- Eh, pá, é que o merceeiro lá do meu bairro, o sr.Casimiro, todos os meses me oferece uns chouriços e eu tenho receio que essa taxa o ponha mal disposto. E sabes bem como eu gosto de chouriços, não sabes?
-  Pronto, está combinado, Paulinho. Fica tranquilo que não te vou tirar esse prazer dos chouriços.

13 comentários:

  1. Tenho comprado uns de Seia, picantes, que são uma delícia:))

    ResponderEliminar
  2. Cheguei agora a casa e, corri a dar uma espreitadela no CR e ri-me às gargalhadas, embora nem esteja dentro do assunto da taxa para os comerciantes.

    Tentei ser boa menina e, não interpretar mal essa do Paulinho ter prazer nos chouriços...

    ResponderEliminar
  3. Excelente post. Sobre temática gay, quase tão bom como o do arquitecto José António Saraiva.

    ResponderEliminar
  4. O gajo gosta mesmo de chouriços (de preferência arregaçados).

    Jonas Nogueira

    ResponderEliminar
  5. Estás-me cá a sair um malandreco!!!!

    ResponderEliminar
  6. Atenção, meus caros, não tive quaisquer segundas intenções com este post... Troquem os chouriços por queijos, alfaces ou pão alentejano, se quiserem, porque o objectivo deste post foi apenas tecer uma crítica a mais um imposto. Desta vez sobre alimentos, o que considero ignóbil em virtude da situação que atravessamos.
    Bom fds

    ResponderEliminar
  7. Amigo Carlos, eu acho que deve ter sido exactamente assim que se passou! Não lembra a ninguém mais este imposto!!!
    Obrigada pela sua imaginação que mesmo assim, nos arranca umas boas gargalhadas!

    ResponderEliminar
  8. Acredito que o Carlos não tenha tido segundas intenções, mas às vezes, o nosso subconsciente prega-nos destas partidas.

    Agora vou até ao Wolfgang sem chouriços e com as melhores das intenções.

    ResponderEliminar
  9. Mais um imposto escandaloso, para juntar aos mais que muitos que este governo tem aumentado e criado! Cambada! :S

    ResponderEliminar
  10. lol Melhor é impossível... mas o melhor é ter cuidado... ainda podem pensar que isto de manter o sentido humor pode dar uma boa taxa ;)

    Bjos

    ResponderEliminar
  11. Pois... os chouriços!!
    Os que o Portas gosta bem podiam pagar imposto!

    ResponderEliminar
  12. Como de nada adiantou o teu aviso de boas intenções...pelo contrário...só te digo:
    És muito mauzinho!!!

    ResponderEliminar