quarta-feira, 11 de abril de 2012

Conta-me histórias, Aníbal!

Cavaco Silva andou  calado durante uns dias. O CR foi investigar e descobriu que o silêncio do PR se ficou a dever a uma profunda reflexão para encontrar  uma desculpa  que justifique a promulgação do fim dos feriados de 5 de Outubro e 1 de Dezembro.
  Nós já estamos habituados a desculpas esfarrapadas, veja lá se agora é um bocadinho mais criativo, porque os portugueses andam a precisar de dar umas boas gargalhadas para aliviar a tensão e Vocelência já demonstrou ser muito bom em matéria de palhaçadas.  Como esta lei demonstra, aliás...


Em tempo: Afinal ontem voltou a abrir a boca mas, para dizer bacoradas como esta, mais valia ter continuado calado. Sabe o que era de interesse nacional? Que tivesse mais tino e deixasse essa tendência para ser uma réplica do Tomás.

4 comentários:

  1. Pelo que vejo, o Carlos não gosta mesmo nada do rapaz de Boliqueime.
    Pobre rapaz!
    Se queriam um homem de Estado culto e cosmopolita tinham votado no poeta Alegre, mas o povo não quer poesia, e por isso, votou num homem simples, e as banalidades que soletra com fervor patriótico não incomodam ninguém, senão, o povo não tinha votado nele, não é verdade, Carlos?!

    ResponderEliminar
  2. Os franceses tiveram durante 14 anos um presidente que, embora doente no corpo, tinha uma mente sã.

    Que pena que tenhamos um presidente que parece funcionar ao contrário...

    João Figueiredo

    ResponderEliminar
  3. O segundo link não funciona, mas também não tem problema, porque quer queiramos quer não acabamos sempre por ouvir as bacoradas da excelência!

    Ematejoca, as banalidades que o PR soletra incomodam muita gente, é o presidente com o menor índice de popularidade de sempre! E foi eleito porque o povo está tão farto desta escumalha que nos governa, que com a tendência para o fado de sempre, nem foi votar... Não concordo com esta postura, vou votar sempre, mas facto é que assim todos nos lixamos com "representantes" destes! :P

    ResponderEliminar
  4. O Carlos vai-me desculpar mas olhe que o Tomás, lá onde estiver, ainda fica chateado consigo por estar a compará-lo com luminária que temos como PR.

    ResponderEliminar