terça-feira, 20 de março de 2012

Paris/ Lisboa (sem portagens)


Com o lançamento do livro “Caminho Aberto”, António Costa transferiu de Paris para Lisboa a contestação a António José Seguro. O actual líder do PS passou a ser, definitivamente, um líder a prazo. Um alívio para os que exasperam com a inépcia de Seguro e uma dor de cabeça para o quartel da São Caetano à Lapa.

3 comentários:

  1. O Seguro está para o Costa como o Fiat Uno está para o Ferrari...

    ResponderEliminar
  2. Ah, pelo menos uma boa notícia! Não é que eu seja PS, mas aquele Seguro como principal opositor dos atuais governantes mais parece um membro da pandilha encapotado... :S

    ResponderEliminar
  3. É bem melhor que o Seguro... ao menos tem um pensamento... uma linha!

    ResponderEliminar