sábado, 11 de fevereiro de 2012

Sinais..

No Rochedo vejo o  sol lançar-me um último sorriso antes de desaparecer no horizonte. Passam poucos minutos das seis e sinto uma sensação estranha. Tão cedo ainda? Lembro-me da elegia de Borges ao pôr do sol em Buenos Aires:
" A essa hora em que a luz
tem uma finura de areia,
dei com uma rua ignorada
aberta na nobre largura do terraço,
cujas cornijas e paredes exibiam
cores tão macias como o próprio céu
que comovia o fundo...
A clara plenitude de um poente
exaltou a rua."
A Ibéria não fez greve. Que eu saiba, nenhum ministro se demitiu neste interim, mas vou confirmar. Pior ainda, o Pepe regressou definitivamente à Galiza...  já lá vão dois meses.

6 comentários:

  1. Será que com isto queres dizer que resolveste prolongar a tua estadia na Argentina ou que antes de regressares a Portugal, vais à Galiza, ter com o Pepe, e comer as medialunas?

    Acho que é a segunda hipótese!

    Esse desfrutar do pôr-de-sol...

    Boa viagem, Carlos!

    ResponderEliminar
  2. Lindo, lindo

    CONVITE

    Primeiro, eu vim ler o seu blogue.
    Agora, estou lhe convidando a visitar o meu, e se possivel seguirmos juntos por eles. O meu blogue, é muito simples. Mas, é leve, dinamico e sobretudo Independente. Palpitamos sobre quase tudo. Diversificamos as idéias. Mas, o que vale mesmo, é a Amizade que fizermos.
    Estarei grato, esperando VOCÊ, lá.
    Abraços do
    http://josemariacostaescreveu.blogspot.com

    ResponderEliminar
  3. Ah...como eu gosto da forma como o Borges coloca as coisas.
    E vc, a seu modo, tb!

    ResponderEliminar
  4. Quando te resolves a regressar?!
    Vês?!
    Até o Pepe já regressou...

    ResponderEliminar
  5. Carlos, agora fui dar contigo lá no meu canto!!

    Afinal já cá estás...:)

    Pois então, sê muito bem-vindo, meu Amigo!

    Beijinho.

    ResponderEliminar
  6. O alento por aí deve ser bem diferente daquele que se sente aqui nesta europa maltratada...

    ResponderEliminar