sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Um governo autista

Não há ninguém fora do governo -e seu círculo de mamadeiras - que não critique as medidas de austeridade e alerte para as consequências desastrosas para o país, resultantes desta política suicidária que nos conduzirá ao naufrágio dentro de um ou dois anos.Lá por fora, já vários prémios Nobel da Economia avisaram que as medidas de austeridade são apenas um caminho para o descalabro.

Indiferente às críticas, Paulo Portas desistiu do país e montou gabinete nos Estados Unidos e Passos Coelho apenas fala quando está lá por fora. O PM só teria a lucrar se, em vez de confiar na sabedoria adquirida num curso nocturno tirado numa universidade de vão de escada, ou andar a laurear a pevide em sucessivas genoflexões perante a senhora Merkel, tivesse feito uma curta viagem à Corunha e ouvisse estas palavras.

14 comentários:

  1. Eu ainda acho o círculo de mamadeiras mais desavergonhado que os governantes.

    ResponderEliminar
  2. Não é preciso ser Prémio Nobel para se chegar à conclusão que a política destes camelos vai levar o país ao descalabro.
    São camelos e gatunos. E mais não digo...

    ResponderEliminar
  3. ipsis verbis Sonhadora...

    ResponderEliminar
  4. São burros e fazem questão de assim continuar! Cambada! :P

    ResponderEliminar
  5. O ministro das finanças (canadiano) afirmou que é altura de se apertar o cinto nacional e pagar a dívida do Canadá. Há que controlar as despesas e reduzir a dívida. Vai consultar os canadianos no que diz respeito à criação de novos postos de trabalho e ao crescimento, enquanto se mantêm os impostos baixos.
    Estamos a ser alertados a todo o instante também devido ao que se passa na Europa e na hipótese de os juros subirem.
    Também estou a ficar preocupada.

    ResponderEliminar
  6. De facto , esta política vai dar asneira , vamos todos pagar , vamos ficar paupérrimos e esta cambada que nos tocou em rifa não vê. M.A.A.

    ResponderEliminar
  7. Sonhadora
    Pois, ás vezes o melhor é contermo-nos, porque se dizemos tudo o que nos vai na alma, o caldo entorna-se

    ResponderEliminar
  8. Atena
    Sorry. Very, very, sorry! Um grande, enorme, beijinho

    ResponderEliminar
  9. Rosa e Teté
    Ter a realidade à frente dos olhos e fingir que não a vêem é a maior demonstração de estupidez que um governante pode dar ao seu povo

    ResponderEliminar
  10. Catarina
    Quem pensava que não seria atingido quando a globalização desse para o torto, estava muito enganado. Escrevo sobre isso há 20 anos, mas sempre me consideraram "perigoso esquerdista".
    Agora até Cavaco vê isso claramente. Só a senhora Merkel e o nosso desgraçado PM continuam a fazer como a avestruz, mesmo quando a Alemanha já tem a casa a arder.

    ResponderEliminar
  11. Sei que a comparação com os autistas foi uma forma de falar que os políticos têm e estão num mundo só deles.
    Que os autistas perdoem pela comparação! Não foi para ofendê-los!

    Força e um abraço!

    ;)

    ResponderEliminar