quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Serviços mínimos?

O CR adere à Greve Geral. O administrador do blog ainda não decidiu se, por respeito pelos seus leitores, vai cumprir os serviços mínimos. Pensou pedir a opinião do tribunal mas desistiu, porque isto de pedir a opinião dos tribunais é mais ou menos como jogar na roleta russa.

Assim sendo, entrego a escolha à minha sorte. Só me falta decidir se vou lançar os dados ou os "pauzinhos chineses".

6 comentários:

  1. Carlos querido

    Ouvi na TV hoje cedo sobre a greve.
    A Tap teve todos os vôos cancelados.
    Fico feliz por saber que o povo começa a reagir.
    Beijinho
    Lucia

    ResponderEliminar
  2. Como leitora e seguidora voto a favor do cumprimento pelo CR dos serviços mínimos!

    ResponderEliminar
  3. Não esqueça, Carlos, que há já quem esteja a prpor como serviços mínimos 50% e que ontem iuvi o presidente da Siemens em Portugal defender o modelo alemão quanto às greves...e não sei o que mais defendeu, porque não tive paci~encia para ouvir disparates e mudei de canal.

    Tudo de bom.

    ResponderEliminar
  4. Caro Carlos,

    De que greve geral estão a falar, da dos funcionários do estado & associadas, que estão a perder os previlégios ???

    Não gostaria de entrar em contradição consigo... o "nosso" problema é muito vasto.

    Eu trabalho numa grande grande empresa privada, temos várias associadas, as empresas estão localizadas a alguns km do centro da cidade mais próxima, todavia estamos todos aqui tranquilos e a fazer pela vida.

    Já agora aproveito para lhe dizer que as anulações à cotização dos sindicatos tem tido sido mt alta nos ultimos anos.

    abraço

    ResponderEliminar
  5. Ainda bem que garantiste os serviços mínimos, Carlos!
    Eu, como não posso fazer greves e ainda por cim trabalhei mais do ontem, só agora pude aqui chegar.
    Assim sendo, fico sem saber se optaste pelo lançamento de dados ou pelos pauzinhos bicudos.
    Se tivesses pedido a opinião dos tribunais terias ficado à espera da decisão até à próxima greve.
    Um beijinho para ti.

    ResponderEliminar