sexta-feira, 11 de novembro de 2011

O regresso do arrependido


Durão Barroso regressou hoje à Faculdade de Direito. Chegam-me notícias que desta vez as mobílias não foram alvo da ira do ex-maoísta e ficaram intactas. Quanto ao discurso, continuou ortorrômbico, mas a sonoplastia fez-me lembrar o tempo em que o cherne, antes de o ser, era admirador confesso do camarada Mao. A diferença é que o seu ódio contra o capitalismo, virou-se agora contra quem trabalha.

6 comentários:

  1. Durão Barroso não é o único, cujo seu ódio contra o capitalismo, virou mais tarde contra quem trabalha.

    O loirinho PPC foi o menino bonito do PCP, ou o Carlos já esqueceu esse detalhe na vida do nosso Primeiro Ministro.

    Há ainda muitos outros exemplos... eu até seja um deles.

    ResponderEliminar
  2. Como o de todos os bons dos políticos do PSD!

    ResponderEliminar
  3. Quem diria que eles se mudam conforme os ventos e pregam consoante os seus interesses.........

    ResponderEliminar
  4. É verdade , quem diria...Maus tempos estamos a viver...quem diria que um indivíduo como este chega onde este chegou...dá ideia que a bota não bate com a perdigota...M.A.A.

    ResponderEliminar
  5. São tantos os "arrependidos"!!!

    ResponderEliminar
  6. Em vez de cherne, devia ser alcunhado de feijão frade... ;)

    ResponderEliminar