domingo, 30 de outubro de 2011

Eureka!

Estátuas de pedra monumentais pesando entre duas e 20 toneladas, plantadas numa ilha perdida no meio do Pacífico; uma maçã que cai na cabeça de um homem, sentado à sombra de uma árvore; um homem que aprisiona a luz dentro de um receptáculo de vidro; um laboratório onde, num emaranhado de fios, alguém tenta aperfeiçoar um sistema de comunicação e, ao ouvir a voz de um colaborador descobre o telefone; um cavalo de madeira entregue como presente, de cujo bojo sai um exército que toma uma cidade e vence uma guerra; um garimpeiro que pede a um imigrante que lhe faça umas calças de uma tela fina usada para as velas dos barcos, revolucionando a moda; um homem que relaxa numa banheira e grita: “EUREKA!”
A História está cheia de Eurekas, de cliques criativos, que revolucionaram o mundo. Todos nós precisamos de Eurekas e cliques para que nos revolucionemos e não deixemos a nossa vida enredar-se na teia dos comportamentos politica e socialmente correctos que a destroem.Qual foi o clique que mudou a sua vida? Já alguma vez gritou Eureka?
















4 comentários:

  1. Ainda tenho esperança de o fazer, Carlos...se a vida me der essa oportunidade!

    ResponderEliminar
  2. Visto por esse prisma nunca gritei Eureka.
    Mas consegui fazer as mais belas obras de arte que há memória, os meus filhos, eheheheh.

    Beijo Outonal

    ResponderEliminar
  3. Ainda espero por esse clique... com alguma ansiedade!

    ResponderEliminar
  4. Não, nunca gritei Eureka! Embora tenha pena, não deixo de ficar orgulhosa com esses feitos maravilhosos - há seres humanos assim, que se empenham em tornar a vida dos outros mais alegre, prática e/ou fácil, com as suas invenções e criatividade! :D

    Claro que aqui a lista não pode ser completa, mas lembrei-me logo de Gutenberg ou dos irmãos Lumiére... :)))

    ResponderEliminar