terça-feira, 11 de outubro de 2011

Caderneta de cromos (31)



Senhor ministro da economia, do emprego, das obras públicas ( desculpe se esqueci alguma coisa) acredite que é com muita mágoa que o incluo nesta caderneta.

Até gosto do seu ar bonacheirão, da sua expressão de miúdo que foi apanhado com a mão no pote da geleia, quando comete uma "gaffe", mas a sua prestação tem sido marcada por tanta incoerência, inabilidade e inexperiência, que seria uma injustiça não lhe atribuir um lugar nesta prestigiada publicação.

Eu sei que as suas culpas têm de ser repartidas com quem se lembrou de o ir buscar a Vancouver, para exercer um cargo que exige conhecimento profundo da realidade do país, para o qual Vocelência não estava habilitado. Deslumbrou-se com o convite, as saudades da terra falaram mais alto do que a ponderação e aceitou sem pestanejar não é verdade? Esqueceu-se que andou dois anos a escrever posts na blogosfera contra o TGV e que a sua primeira intervenção pública foi para comunicar ao país que afinal esse grande descalabro das finanças públicas, afinal ia mesmo avançar? Não, senhor ministro, não foi azar... foi VOLÚPIA!

Lamento informá-lo, mas o senhor é o elo mais fraco. Boa viagem de regresso à belíssima cidade de Vancouver e a esse magnífico país que é o Canadá, onde já fui muito feliz. Voltarei a lê-lo na blogosfera de onde, diga-se em abono da verdade, nunca deveria ter saído. Mas pelo menos esta experiência ter-lhe-á permitido confirmar que a realidade virtual não se coaduna com a exigência de um cargo ministerial de tanta importância.

Se isso lhe servir de consolação, lembro que lhe caiu em sorte o nº 31 nesta galeria de famosos. O mesmo nº com que jogava Liedson no Sporting. A diferença é que o Liedson resolve e,meu caro ministro Álvaro, o senhor só complica.

Saudações cordiais.

14 comentários:

  1. Mais valia terem ido buscar um mais um jogador às barracas da porcalhota.Fazia melhor serviço com certeza...

    ResponderEliminar
  2. Fiquei siderada, como diz o nosso amado Alberto joão Jardim, com o que aconteceu na Comissão em que se apresentou sem o documento que era para ser analisado!!

    Incoerntes , tem o Governo muitos: veja-se o Crato, que sempre defendeu a excelência e retira os pr+emios aos melhores alunos!!

    ResponderEliminar
  3. Palavras para quê?!
    É um produto duplamente transplantado...

    ResponderEliminar
  4. Carlos,

    Gostei da sua classificação para o Álvaro tão bom na realidade virtual e tão mau na vida dos cidadãos, a nossa vida.
    Aliás, exactamente o que acontece com os políticos antes de atingirem o poder e depois de se confrontarem com a dura realidade.

    Abraços

    ResponderEliminar
  5. Olhe que para um cromo deste calibre, o Carlos esmerou-se em simpatia, será pelos ares de Vancouver?....

    :)))

    ResponderEliminar
  6. Bem apanhado,tem mesmo ar de miudo que vai aos doces:)))

    ResponderEliminar
  7. Nem mais!Ele estava era com saudades dos pastéis de Belém! Fazemos uma "vaquinha", compramos-lhe uma dúzita deles e recambiamo-lo no primeiro charter, destino Canadá! Nem precisa de existir um "chenês" nem nada, vai mesmo sózinho!

    ResponderEliminar
  8. Generosa
    Este era o que estava mais à mão na blogosfera

    ResponderEliminar
  9. São:
    E hoje voltou a repetir a graça, faltando ao Parlamento...

    ResponderEliminar
  10. Rosa:
    Ou será devidamente entrosado com a onda laranja?

    ResponderEliminar
  11. Tite:
    E exemplos neste governo é o que não falta...
    Gostei de a ver por aqui!

    ResponderEliminar
  12. Ariel:
    Normalmente sou benevolente com os inimputáveis como o nosso Ávaro, coitado. Tenho de reconhecer que o principal culpado foi quem o convidou. Além disso hoje estou extraordinariamente compreensivo, caso contrário já teria dito do OE o que o Maomé não disse do toucinho.

    ResponderEliminar
  13. Annie Hall
    Há quanto tempo, minha amiga! Obrigado por ter passado por este Rochedo.

    ResponderEliminar
  14. Fernanda:
    Ele diz que só vai em low cost, ara compenar os balúrdios que paga ao pessoal que recrutou para o gabinete...

    ResponderEliminar