segunda-feira, 19 de setembro de 2011

TVI exibe pornografia em horário nobre

Durante muito tempo a TVI serviu-nos, à hora do jantar, uma homilia dominical celebrada pelo prof Marcelo Rebelo de Sousa. Desde a entrada em funções deste governo, substituiu a homilia por um programa de conteúdo pornográfico.


O celebrante é o mesmo, o que difere é a postura.Nos últimos tempos, Marcelo especializou-se na arte da entrevista, fazendo concorrência desleal a Maria João Avillez. Leva para estúdio ministros, comentadores e apaniguados do regime, a quem finge fazer perguntas, cuja resposta tem de ser, obrigatoriamente, um elogio ao regime passista. Na dúvida do entrevistado, ele mesmo dá as respostas. Como aconteceu no domingo, quando usou uma professora para nos servir como prato de resistência a pornografia ideológica em que se tornou mestre. De início, a atarantada professora à espera da reforma parecia estar a ser examinada, mas a determinada altura libertou-se da pressão, cascou em Maria de Lurdes Rodrigues e teve esta tirada magistral: “ Quando soube que o ministro da educação seria Nuno Crato, até pensei em desistir da reforma!”



Disse isto com um brilhozinho nos olhos ( altura em que aproveitei para ver se a senhora tinha as unhas pintadas de laranja) e Marcelo aproveitou para a incentivar. Teria sido a sua coroa de glória, ter em estúdio uma professora que anunciava ao mundo em directo que, em virtude da excelência do ministro Nuno (Eu, génio,) Crato retirava o seu pedido de reforma e continuaria a sua nobre missão de educar coelhinhos em fornadas.



Marcelo não conseguiu os seus intentos, mas não desarmou. Despediu a professora com a oferta de uns livros e partiu para a ilibação de Coelho e Cavaco nos negócios da Madeira.Rematou com um elogio ao povo português, pelo seu exemplo conformista e resignado. Ainda não devia conhecer o estudo de uma entidade alemã, que concluiu serem os portugueses o povo europeu que melhor aceita os cortes na despesa. Caso contrário, ter-se-ia antecipado ao veredicto do Espadachim do Regime, fazendo uma leitura enviesada do estudo e redobrado os elogios.


Sinceramente, preferia o Marcelo do circo laranja, a este Rebelo, protagonista de filmes pornográficos da série C. É que nunca pensei ver Marcelo a tentar desculpabilizar um homem que roubou 10 milhões de portugueses!

Em tempo: Podem continuar a votar nas especialidades gastronómicas no post abaixo.

7 comentários:

  1. Não vi a parte referente à professora mas já li ecos no FB!
    Completamente patético este MRS!

    ResponderEliminar
  2. Não vi, mas não tenho pena! Estes gajos não têm vergonha nenhuma, mas eu, perante figuras tão patéticas, envergonho-me por eles... ;)

    ResponderEliminar
  3. Quando comecei a ver, a arenga da professora já ia a meio,de forma que fui poupada a essa patética parte...., já a intervenção contorcionista de MRS com Jardim foi uma autentica vergonha. Uma coisa é certa, foi a ultima vez que deliberadamente o ouvi.

    ResponderEliminar
  4. Já votei nas especialidades. Eu vi mas passado um segundo já não estava atenta. Não consigo ouvir o Homem do principio até ao fim. Vou ver o olhos nos olhos na TVI24. Vamos lá ver que diz o Medina da crise. Beijinhos

    ResponderEliminar
  5. sempre que me esqueço porque razão deixei de ver a TVI, acontece algo assim... LOL!

    ResponderEliminar
  6. Ando tão cansada da política, da sociedade, do trabalho...
    tudo uma hipocrisia.

    ResponderEliminar