domingo, 21 de agosto de 2011

Ora digam lá...


O governo iniciou funções há precisamente dois meses. Parafraseando um blogger que se alcandorou a especialista, pergunto: "Vivemos melhor, ou pior do que há dois meses"?

7 comentários:

  1. Mas alguém espera passar a viver melhor? Se sim, é sinal que faz parte dos Terroristas Financeiros e seus subordinados, estes sim esperam passar a viver ainda melhor.

    ResponderEliminar
  2. Subscrevo o que diz o comentarista anterior!

    ResponderEliminar
  3. Essa pergunta é retórica, não é?! Porque não considero que alguém na posse de todas as suas faculdades mentais possa dar outra resposta que não seja um redondo NÃO, com todos os aumentos já anunciados, com o subsídio de Natal já parcialmente cortado para mais um imposto (tínhamos poucos, não era?) e o mais que ainda vão engendrar!

    Mas pronto, também é verdade que ninguém esperava viver melhor, exceptuando os tais financeiros e assessores laranjas... :P

    ResponderEliminar
  4. Há quem viva melhor... Até viram os seu proveitos aumentar 17%.

    ResponderEliminar
  5. Declaro solenemente "há dois meses vivíamos melhor"!!!

    ResponderEliminar
  6. PARA MUITOS FICOU BEM MELHOR... PARA OS DO COSTUME, NÃO HAJAM DUVIDAS QUE PIOROU E A SAGA VAI CONTINUAR...

    ResponderEliminar
  7. Para além da parte material que se reflectiu em certos miminhos que "me dava", quem os concretizava passou a ter menos proventos (caso do jardineiro, empregada doméstica, cabeleireiro,..)há a parte do "estar" perante a vida...estou intranquila e nada crente e este bem (mal) estar é mais importante do que a parte material.
    Aflige-me ver pessoas a terem que cortar em bens essenciais (não é o meu caso)e não por culpa delas...afligem-me os "pobres" envergonhados".

    ResponderEliminar