quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Camaleão ou oportunista?



Quando escrevi este post estava longe de imaginar que nos iriam roubar metade do 13º mês. No entanto, não me espantei nem um segundo quando, chegado a Portugal vindo de férias, fui informado dessa realidade. O que verdadeiramente me espanta é ouvir aqueles que há dois meses criticavam Sócrates por ser aldrabão e nos andar a roubar, defenderem acerrimamente a decisão.

Ainda ontem, ao almoço, ouvia alguém afirmar, alto e bom som, que apoiava a medida, porque o 13º mês é um disparate, e as pessoas o gastam em “porcarias”. Militante do PSD, dirão alguns.

Errado!- respondo eu.



Esta pessoa de que vos falo declarava-se, há menos de um ano, fervorosa simpatizante socialista, tendo sido contemplada com um lugar de chefia num organismo da administração pública. Depois do chumbo do PEC IV informou que não votaria no PS e se iria abster, mas tenho dúvidas se não terá votado mesmo PSD… As afirmações que ontem ouvi da sua boca talvez sejam justificadas pelo facto de se estar a precaver da possibilidade de um saneamento. Afirmo-o, porque na mesa ao nosso lado estavam sentadas duas funcionárias públicas militantes do PSD, uma das quais bem relacionada com o actual governo e à espera de ser contemplada com a “vaga” de um socialista.Não deixei no entanto de propor ao meu interlocutor que concretizasse a sua aversão ao 13º mês, entregando a metade sobrante a uma instituição como a Caritas.

Olhou para a mesa ao lado e aproveitou uma pausa na conversa das senhoras para me responder:

- Isso é demagogia, mas se o governo decidisse fazer isso, claro que apoiava. Mais vale dar a instituições credíveis, do que gastar em porcarias de presentes inúteis.

Em voz bem audível respondi:

-Oh doutor, fale mais baixo, porque ainda acaba em especialista...

19 comentários:

  1. Carlos
    Felizmente que os meus contactos são mais para o simples.
    Vantagens de viver e trabalhar na Provincia. Mas como leio jornais e alguns blogues, tambem me "irrito" e sinto "asco" por atitudes que se vão conhecendo.

    ResponderEliminar
  2. Para quem tem alguma consciencia social e sensibilidade, para quem vive neste mundo e convive com dificuldades inimaginaveis de tantas familias, ENOJA-ME este tipo de ideias! Pergunto-me de que são feitas estas pessoas????

    ResponderEliminar
  3. Vê como o país mudou!?
    Os portugueses estão a regressar dos paraísos artificiais.

    Quantos aos camaleões e oportunistas, está tudo dito.

    ResponderEliminar
  4. Infelizmente há gente sem coluna vertebral!

    ResponderEliminar
  5. Essa coja dos transfugas só mesmo enforcada. Desculpe mas eu hoje estou um bocado pro-desbragado, fiquei assim depois de ouvir logo de manhã na radio a noticia do buraco jardinista, somei o gangue do BPN e cheguei à conclusão que é hilariante que essa gente ainda nos queira dar lições de austeridade

    ResponderEliminar
  6. Bela foto!
    É a que mais favorece o Fernando Nobre.

    ResponderEliminar
  7. É camaleão, claro. Há tantos! Os fulanos safam-se sempre. O pior é que o 13º. é para pagar o que não se consegue com o ordenado, seguros por exemplo, mas claro ele não deve saber que o pessoal gasta esse dinheiro em porcarias mas sim em obrigações impostas pelo estado.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  8. Folha seca:
    se pudesse também iria viver para a província... mas de preferência pirava-me era do país.

    ResponderEliminar
  9. Como esse doutor haverá muitos! Cambada!

    ResponderEliminar
  10. Carlos II
    ~E agora também há por aí umas osgas que percebem de Finanças...

    ResponderEliminar
  11. Ariel
    se estava assim de manhã, imagino como estará agora, depois de ouvir o Gasparzinho...

    ResponderEliminar
  12. Capitão:
    se isto fosse o FB clicava no seu comentário:"Gosto"

    ResponderEliminar
  13. Brown Eyes:
    O grande problema é que eles não sabem isso, nem sabem nada...Aterraram aqui de pára-quedas e andam às apalpadelas como baratas tontas

    ResponderEliminar
  14. Ó Carlos, lamento muito... mas o 13º mês é mesmo um disparate...e nada tem a ver com a forma como é gasto... é uma coisa extremamente absurda e das mais injustas... porque não abrange muitos, muitos portugueses... e como tal, não deveria existir. As pessoas que sempre receberam esse subsídio, nem se aperecebm que há inúmeros portugueses que não só nunca receberam esse dinheiro no fim do ano, como se não trabalharem uns dias no Verão, não só não recebem subsídio de férias, como nada recebem!! O próprio conceito de receber sem trabalhar, não faz qualquer sentido... sorry...

    ResponderEliminar
  15. Eva
    Respeito a sua opinião, mas não são assim tão poucos os que recebem 13º mês. O governo fez as contas e vai arrecadar mais de mil milhões de euros!
    Mas o problema nem está aí (embora o 13º mês seja pago em todos os países europeus) ... o problema foi cortarem à má fila, depois de terem andado dois meses a dizer que não iriam pedir mais sacrifícios aos portugueses...
    Além disso, há muita gente que está a contar com esse dinheiro para equilibrar as finanças.

    ResponderEliminar
  16. Eva
    Respeito a sua opinião, mas não são assim tão poucos os que recebem 13º mês. O governo fez as contas e vai arrecadar mais de mil milhões de euros!
    Mas o problema nem está aí (embora o 13º mês seja pago em todos os países europeus) ... o problema foi cortarem à má fila, depois de terem andado dois meses a dizer que não iriam pedir mais sacrifícios aos portugueses...
    Além disso, há muita gente que está a contar com esse dinheiro para equilibrar as finanças.

    ResponderEliminar