segunda-feira, 9 de maio de 2011

Dia da Europa. Mas qual?

Hoje é Dia da Europa. Agora já só falta construir o Puzzle, para ver se percebermos como se constrói a União Europeia.A propósito... em muitos países da UE hoje é feriado mas Portugal, assumindo-se como país periférico nessa Europa em (des)construção, assinala-o trabalhando. Os pobres também trabalham ao domingo, para que os ricos possam gastar o seu dinheiro nos centros comerciais, portanto percebe-se a lógica. Mas será que os senhores da troika vão trabalhar hoje?

6 comentários:

  1. Hoje aqui também não é feriado!!!

    Quando estou em Portugal não vejo só os "ricos" nos centros comerciais. As pessoas com menos cultura e dinheiro são exactamente as mais atacadas pelo consumismo, quer cá na Alemanha, quer aí em Portugal.

    O mundo não se divide em bons (os pobres) e MAUS (os ricos), Carlos, e penso mesmo, que os chamados pobres votarão mais depressa num coelho do que o Carlos pensa.

    A EUROPA UNIDA JAMAIS SERÁ VENCIDA!

    ResponderEliminar
  2. Nem todos podem parar em dias de feríado.

    Claro que trabalham, os senhores da Troika!!!

    ResponderEliminar
  3. Talvez a do "Salve-se quem puder"...
    Se houvesse uns Estados Unidos da Europa talvez a Europa não estivesse como está, cada vez menos solidária!

    ResponderEliminar
  4. Carlos, uma coisa é certa, há muitos mais pobres nos CC do que ricos. Esses estão no Ermegildo Zegna, na Dior ou no Rosa e Teixeira. É que ir ao CC é barato. Não se é obrigado a comprar e passeia-se sem apanhar chuva. Eu por acaso até aprecio mais passear no paredão da Costa da Caparica. Também é de borla e respiro ar puro. Os ricos? Ah! Esses não se cruzam comigo, estão ao lado na Aroeira a jogar golfe. É que o Sol quando nasce é só para os que não têm chapéu. Um abraço.

    ResponderEliminar
  5. Quando às vezes umas cabecinhas pensadoras tentam cortar feriados, é o ai jesus! Portanto, é preferível que não inventem mais nenhum (alguém este ano teria vontade de celebrar o dia da Europa, em Portugal?), mas que não cortem os existentes... ;)

    ResponderEliminar
  6. Uma Europa a várias velocidades e que não cabe toda no mesmo puzzle pode ser uma ideia muito complicada, principalmente para países periféricos como o nosso...

    ResponderEliminar