sexta-feira, 29 de abril de 2011

O chumbo que o PSD ansiava

O Tribunal Constitucional considerou inconstitucional o decreto aprovado na AR , por toda a oposição, que suspendia a avaliação de desempenho dos professores.

Isabel Alçada manifestou-se satisfeita com a decisão do Tribunal Constitucional, mas quem deve neste momento estar a abrir garrafas de champagne é Passos Coelho. Como só depois de ter chumbado o diploma, é que o PSD percebeu que se tinha metido num grande imbróglio, na Santana à Lapa respirou-se de alívio. E deram-se vivas porque o Tribunal Constitucional ofereceu ao PSD um trunfo para a campanha eleitoral.

Até ao dia 3 de Junho, vamos ouvir o PSD anunciar, diariamente, que quando for governo suspenderá a avaliação dos professores. É óbvio que não vai cair nesse erro limitando-se, quando muito, a uma operação de cosmética ao diploma em vigor mas, com essa falsa promessa, talvez consiga atrair alguns votos de professores.

4 comentários:

  1. O Cavaco também deu um jeitinho nessa, suscitando as dúvidas sobre o diploma e enviando-o para o tribunal...

    E sim, vai ser "bandeira", mas na volta remendam um pouco e fica mais ou menos na mesma... ;)

    ResponderEliminar
  2. Este envio para o TC foi mais um tiro em Sócrates. Vamos ver como é que ele em campanha vai tentar conseguir reconquistar professores. Vamos ver.

    ResponderEliminar
  3. Mas imbróglios são as únicas coisas que vejo o Coelho fazer... o homezito parece um tó-tó ;)

    Bjos

    ResponderEliminar
  4. Exactamente...Cavaco sempre apoiou ML Rodrigues, o PSD roeu a corda quando deu o dito por não dito e se encolheu no parlamento...Agora,tudo isto de terem deitado o diploma abaixo foi uma simples manobra da nato...
    Pena é que muitos colegas meus o não vejam e tenham andado a dar vivas e a abrir garrafas de champanhe...

    ResponderEliminar