quarta-feira, 13 de abril de 2011

Festejos de Santo António


O Tribunal de Contas mandou anular o concurso lançado pela empresa municipal EGEAC, destinado a escolher o logótipo das Festas de Lisboa. O pretexto invocado pelo TC é o momento de crise que Portugal atravessa. Como se pode ler no comunicado a que não tive acesso, mas que fonte ligada ao semanário Sol me asseverou ser fidedigno, Guilherme de Oliveira Martins terá fundamentado o seu despacho com base no tema escolhido pelos concorrentes vencedores:

“ Os logotipos representam sardinhas o que, em tempo de crise como a que Portugal atravessa, é um luxo gastronómico ao alcance de apenas uma pequena franja dos cidadãos lisboetas. Sendo as Festas de Lisboa, festas populares, o logótipo deverá por isso reflectir a realidade da cidade e do país. Assim sendo, determino que a EGEAC repita o concurso, recomendando aos concorrentes que o logótipo para este ano deverá ser a imagem de um jaquinzinho.”

12 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  2. Carlosamigo

    Como sabes, já trabalhei no Tribunal de Contas, como director do Gabinete de Comunicação do mesmo, no tempo de Sousa Franco. É uma instituição antiga, que já vem da Idade Média, passou por muitas vicissitudes, fez figura de corpo presente no tempo salazarento e, qual Fénix, renasceu de há uns quantos anos a esta parte, depois do 25 de Abril.

    O despacho que criaste/inventaste - e uma vez mais muito bem - é uma caricatura perfeita do órgão com sede na Avenida da República. Oxalá ele não regrida ao antigamente. Esperemos bem que não.

    Isto porque, de acordo com a marcha popular:

    Vem o Santo António
    depois São João
    atrás vem São Pedro
    para a reinação...


    ... mesmo sem logótipo

    Abç

    ResponderEliminar
  3. Ainda bem que é uma brincadeira sua.... porque as sardinhas escolhidas... são lindas.
    Deixe os jaquinzinhos... lá mais para o S. João, que haverá menos dinheiro...
    :))

    ResponderEliminar
  4. Ah, se vem do "Sol" deve ser mesmo fidedigno...

    Acho que por enquanto para as sardinhas ainda dá, se se comer açorda o resto do mês... ;)

    ResponderEliminar
  5. O jaquinzinho é pesca ilegal!
    (rs)

    ResponderEliminar
  6. Pois!:))) eu cá acho que nem para o carapau haverá dinheiro

    ResponderEliminar
  7. Carlos
    Se for para reflectir bem a imagem real do País, o jaquinzinho tem de ser bem pequenininho e mirrado.
    Linda e magnífica é a imagem que elegeste para ilustrar o tema.
    Bjo
    Janita

    ResponderEliminar
  8. A quercus não quer o Jaquinzinho pois tal poderia ser entendido como um apoio à destruição da fauna piscícola pelas frotas pesqueiras sociais.fachistas do capitalismo internacional....

    ResponderEliminar
  9. Esta eu entendi direitinho pois Santo Antonio de Pádua ou de Lisboa é o nosso padroeiuro lá em casa em Santo Antônio do Amparo MG.
    Mas a gente gasta a festa s´com quemerse, barraquinha e leilao de gado.
    Não tem concursos nenhum
    Fica baratinha pro prefeito e carinha pro povão que compra tudo para agradecer e louvar o santo padroeiro
    com carinho Monica

    ResponderEliminar
  10. Caro Carlos Oliveira, o "tipo" que fez o despacho é um burguês a dar ares de proleta. Jaquinzinho??? Ao preço dele na praça? Tá bem tá. E ainda há que contar com o tomate, o pimento e arroz para acompanhamento. Eu assino já uma petição para despedir esse director geral. Ou então ele que troque o jaquinzinho por cavala ou até mesmo por taínha. Gastadores!
    Um abraço.

    ResponderEliminar