quarta-feira, 2 de março de 2011

Notícias das belas democracias de que a Europa gosta

Há uns tempos, quando escrevi sobre Sheikh Hasina, falei da animosidade da primeira ministra bengalesa com Muhammad Yunus e da sua intenção de privatizar o Grameen Bank, como represália ao banqueiro dos pobres pela sua intervenção política.

Hoje, a notícia da exoneração de Muhammad Yunus, parece ser o primeiro passo para Hasina concretizar a sua estratégia. Apesar de o governo norueguês ter confirmado que não havia quaisquer irregularidades na aplicação do fundos, a pressão do governo sobre a administração do banco, levou à exoneração do Nobel da Paz.

Mais um exemplo das belas democracias que o ocidente gosta de exportar...

3 comentários:

  1. Mais do mesmo, com as invejas e as intrigas políticas e terem mais impacto que competências...

    ResponderEliminar
  2. Indecente!!!

    Nem sequer tenho palavras para exprimir a mimha indignação!!

    ResponderEliminar