quinta-feira, 17 de março de 2011

Late night wander (62)

Nestes últimos dias assisti a inúmeros testemunhos de japoneses através da televisão. Não vi nenhum chorar! Inevitavelmente comparo-os com os portugueses e tiro as minhas conclusões. Guardo-as comigo.

5 comentários:

  1. Eu vi. Mas até a chorar mantem uma certa compostura... Devo dizer, contudo, que os jornalistas deveriam respeitar estes momentos vulneráveis das pessoas. O mundo não necessita de os ver - nem eles, nem qualquer outra pessoa quando se encontram numa situação de maior fragilidade.

    Carlos, por favor, não nos deixe neste suspense! : )

    ResponderEliminar
  2. P.S. Ainda estou à espera que me indique o link para o seu post sobre Tintoretto. Recorda-se?! : )

    ResponderEliminar
  3. Não precisa guardar, sou capaz de adivinhar

    Assino-me
    Namban-Jin

    ResponderEliminar
  4. De facto são ... diferentes de nós.
    Há uns anos conheci dois japoneses (um rapaz e uma rapariga) num campo de férias de jovens. Ali tinha jovens de todo o mundo (2 de cada país), mas aqueles dois, da mesma idade que todos os outros, foram capazes de nos ensinar, na prática, muita coisa sobre recato, compostura, respeito e intimidade: aprendemos que há coisas que não devem ser partilhadas com o público, e os sentimentos mais profundos são íntimos.

    ResponderEliminar