quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

Perguntar não ofende...

Se eu decidir fazer uma permuta da minha casa, com esta da foto de cima....
mas disser às Finanças que vou comprar a da foto de baixo....

18 comentários:

  1. Que pergunta capciosa....

    Mas evidentemente que sim!

    ResponderEliminar
  2. Claro que sim, afinal nesta terra não somos todos iguais?... ou será que para as finanças há uns mais iguais que outros?

    Jorge Soares

    ResponderEliminar
  3. Ah,ah ah, o homem pensava que se via livre da malta assim do pé prá mão...

    :)))

    ResponderEliminar
  4. O homem tinha razão em ficar calado!
    Sempre que tenta explicar-se ainda se enterra mais! :-)

    ResponderEliminar
  5. CARLOS, como se costuma dizer:
    ¨uma coisa é uma coisa, outra coisa
    é outra coisa¨.

    ResponderEliminar
  6. Isto lembra aquele cego de Landim da velha novela de Camilo a discursar à assembleia de meliantes de que se fez líder. Conta o velho Camilo que quem o ouvia discursar sociológicamente ficava sem perceber se roubar era uma ciência ou uma arte.

    A gente olhando para estes "artistas" fica também sem saber. Se é arte, usa métodos e pergaminhos da melhor ciência económica e financeira. Que falam sociológicamente bem, lá isso falam. Engraçado é o hebdomadário e avençado plumitivo às segundas a afirmar que não há almoços grátis...

    ResponderEliminar
  7. Amigo Carlos,

    Não me faças rir por causa do cieiro.

    Palavras para quê? É o velho chico-espertismo português protagonizado por um mísero professor.

    Ah! e escusas de nascer duas vezes porque nunca serás tão honesto quanto ele.

    ResponderEliminar
  8. Depende, se provar que já nasceu duas vezes, tudo bem!!

    ResponderEliminar
  9. Bocê é memo munta presunçoso!
    Com que então tratamento VIP...

    ResponderEliminar
  10. Eram capazes de insinuar que se tratava de uma vigarice...

    ResponderEliminar
  11. Olhe que talvez não, Carlos! Pense bem antes de tomar uma decisão! : ))

    ResponderEliminar