terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Figura da semana

Mário Lopes

Saiu de Ourém , sua terra natal, aos 13 anos, para sejuntar ao pai, que emigrara para França. O pai queria que ele fosse mecânico, Mário queria ser professor primário. As condições financeiras da família não lhe permitiram satisfazer o sonho e Mário começou a trabalhar como aprendiz de cabeleireiro. Fez, num ano, a formação profissional que deveria ser completada em três e, aos 20 anos, abria o seu próprio salão de cabeleireiro nos arredores de Paris. O sucesso foi de tal forma que, ao fim de dois anos, das duas empregadas iniciais passou a onze.
Mudou-se para Paris, atende grandes figuras do jet set parisiense e o seu salão na Avenida Mozart confere-lhe o estatuto de vizinho de Carla Bruni, a quem gostaria de tratar do cabelo, mas ela ainda não teve esse privilégio .
Ganhou vários prémios e foi convidado para a direcção da Haute Coiffure Française, a entidade que delineia as tendências da moda capilar.
Há dias, em conversa com uma amiga de uma amiga, que vai frequentemente a Paris para se entregar aos cuidados de um cabeleireiro francês, perguntei-lhe se conhecia Mário Lopes. Olhou-me com algum desdém e alvitrou:
-É um desse miúdos que agora dão nas vistas nas revistas cor de rosa, porque alguém o convenceu que tem talento, não?
Respondi-lhe na mesma moeda, usando o meu tom sarcástico:
-Não!... É um cabeleireiro português radicado em França há quase 40 anos e que já ganhou duas ou três vezes o título de melhor cabeleireiro de França e outras tantas de melhor cabeleireiro do mundo.
- Ah! Quando for a Paris vou perguntar ao P. se ele o conhece. Mas duvido, os franceses não ligam muito a isso dos concursos - respondeu-me do alto da sua superioridade “coquette”.

6 comentários:

  1. Carlos
    Por aqui e ali (mais por ali) ainda vamos tendo alguns Portugueses que nos vão relembrando a nossa pontinha de orgulho em ser Português.
    Pena que muitos tenham que saír do seu País para serem reconhecidos.
    Infelizmente parece que cada vez mais.
    Excelente iniciativa.

    ResponderEliminar
  2. O concelho de Ourém sente-se orgulhoso por ter este seu embaixador em França!

    ResponderEliminar
  3. Fico feliz por mais um portugu~es ter vencido lá fora. Dâ-me orgulho em ser português. de resto em relação ás coquettes e snobismo imbecil deixas posar... lol

    ResponderEliminar
  4. É o que acontece a quem tem conversas dessas com amigas de amigas que vão a Paris tratar do cabelo....tudo gente pobrezinha, imagino..., nem se dignam conhecer os compatriotas, não vão ser confundidas com a ralé da emigração.

    :))))

    ResponderEliminar
  5. Nem que seja para alternar isto de ser o melhor do mundo sempre temos alguém que rivalize com o Mourinho e o Ronaldo. Só é pena que estes portugueses tenham que emigrar para provar que são realmente bons no que fazem.

    ResponderEliminar
  6. Carlos,

    Me lembra a fábula da raposa e das uvas... "Humpf! Estão verdes!"

    Beijos, parabéns pelo sucesso de Mario Lopes! Talento é talento.

    Carla

    ResponderEliminar