sábado, 29 de janeiro de 2011

Late night wander (23)

Se um dos grandes animadores da contestação das escolas privadas com contrato de associação é um padre de nome Querubim, percebe-se melhor a utilização de crianças nas manfestações.

4 comentários:

  1. Será um tipo que foi meu colega no colégio de Jesuítas?
    Querubim Carneiro?
    Teria a sua piada.

    ResponderEliminar
  2. Também devem por lá andar Serafins! :-))

    ResponderEliminar
  3. Os nomes dos Colegios pegam fama!
    com carinho Monica

    ResponderEliminar
  4. Esta situação "apêndice" da crise e da campanha eleitoral é em si mesmo a caricatura do desgoverno de todos os governos que a criaram e posteriormente sedimentaram. Foi o "granel" sem monitorização por parte do ME e do MF, que esbanjou dinheiro sem avaliar a sua utilização. Os colégios de uma forma geral prestam mau serviço escolar (turmas com 29 alunos), professores mal remunerado e sem estabilidade e com deficit de experiência lectiva...alunos protegidos, com esquemas de ensino e controlo de resultados facilitados para assegurar resultados positivos que beneficiam os colégios e o seu esquema de sobrevivência.Poucos são os Colégios que asseguram efectivamente um bom nível de ensino e não necessitam de esquemas maliciosos para ter lugar no negócio!

    ResponderEliminar