quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Late night wander (21)

O ataque aos trabalhadores e o favorecimento dos interesses e privilégios dos empregadores, valorizados como factores competitivos no mercado ocidental, só vem provar que os governos europeus, apesar de criticarem a China, anseiam que o mercado de trabalho europeu se paute pelas mesmas regras do gigante asiático.

2 comentários:

  1. Olá, bom dia

    Esta parte da política europeia assusta-me...Falta-me o ar...

    Como é possível, regredirmos no tempo em favor de interesses escuros...???

    Que políticos temos nós nesta sociedade que está a ser destruída ferozmente para benefício de uns tantos iluminados a quem nunca faltou o pão nem o bem estar...???

    As guilhotinas estão a ser afiadas e muitos feitores destas leis morrerão nelas como aconteceu em França e noutros países.

    A onda choque do descontentamento vai nascendo do interior para o exterior e de nada interessa mudar de políticos sem mudar de políticas.

    A história já provou que os grandes e poderosos também morrem e que as políticas de repressão apenas atrasam a revolução da justiça e da paz, do amor e do respeito.

    ResponderEliminar
  2. Posso corrigir?
    Desde Macau/China?
    Pela mesma ausência de regras, Carlos.
    Não é pelas mesmas regras.

    ResponderEliminar