quinta-feira, 18 de novembro de 2010

A luta dos mineiros chilenos

Quando terminou o resgate dos 33 mineiros chilenos, escrevi:
"Enquanto os 33 mineiros soterrados eram içados por um vaivém subterrâneo que os ia trazendo um a um, de volta à vida, centenas de outros mineiros com salários em atraso viviam outros dramas de sobrevivência".
Referia-me aos despedimentos e salários em atraso que afectavam milhares de mineiros chilenos.Na altura, a nossa imprensa copy paste não se debruçou sobre o assunto mas, pouco mais de um mês após o resgate, 33 mulheres chilenas insistem em lembrar ao mundo que 12 mil mineiros perderam os seus postos de trabalho depois do sismo que abalou o Chile em Fevereiro.

6 comentários:

  1. Também por isso

    estarei na avenida da liberdade

    contra o g20 e o seu braço armado

    ResponderEliminar
  2. CARLOS, são duas tragédias. A dos
    sobreviventes e os que estão sem
    emprego. É lamentável.

    ResponderEliminar
  3. E ninguém as ouve, né, Carlos.

    Porque ninguém se importa. Esperam apenas a poeira baixar para continuar contratando mineiros a trabalhar em condições insalubres e o pior, como vimos e o mundo inteiro viu, perigosas. Com salários ridículos.
    Esperam apenas a poeira baixar. Pra continuar com tudo isso. Ninguém segura o bicho homem na busca pelo poder e pelo enriquecimento sem fim.

    Beijo

    Carla

    ResponderEliminar