terça-feira, 9 de novembro de 2010

Empresário de sucesso

Dizia a toda gente que tinha subido a pulso. Todos o admiravam e apontavam como exemplo a seguir . Até ao dia em que a PJ lhe entrou em casa e todos ficaram a saber que, afinal, o segredo do sucesso remontava aos tempos em que vendia chutos na veia, nos idos anos 80, num jardim de Lisboa.
Em tempo: qualquer semelhança desta história com a realidade é pura coincidência. Ou talvez não...

10 comentários:

  1. Esse empresário só errou por "um palmo" !...
    Não foi bem no pulso mas um bocadinho mais acima !
    A mentira não era assim tão grande ! rsrsrs

    ResponderEliminar
  2. Bom dia, deixou-me curiosa! Isto de se viver longe, traz grandes desvantagens. Quem é esse empresário tão cheio de sucesso? Cumps e um bom dia!

    ResponderEliminar
  3. Com esta deixou-me de orelhas arrebitadas.....

    :)))

    ResponderEliminar
  4. Ora aí está um produto sempre a salvo das más disposições e histeria dos mercados...(Ou faz parte deles?)

    ResponderEliminar
  5. Não faço a mínima ideia de quem está a falar, a culpa deve ser minha porque creio na boa fé de toda a gente, apenas deixo de crer quando observo provas concretas.
    Estamos num país em que há "má-língua" que denuncia sem bases...
    Pelo que tenho lido escrito por si, e por o que vou conhecendo do Carlos, já me aprecebi que não costuma "falar" sem ter os pés assentes no chão.
    Abracinho meu!

    ResponderEliminar
  6. Ena pá, a bicha é enorme...
    Também estou à espera do nome!

    ResponderEliminar
  7. Só peca por redutor. "Self-made men" desses são aos molhos.

    ResponderEliminar
  8. Pois, isso de se subir pulso costuma ser mais força de expressão que outra coisa...

    ResponderEliminar
  9. Eu não peço nomes, porque quem sabe eles são tantos que uma simples meia hora não chegaria ... E não comento só para comentar ... Sei o que estou a dizer. Devem ser muuuuitos! Para quê nomes? Não iríamos vê-los presos ...

    ResponderEliminar