quinta-feira, 18 de novembro de 2010

"Abaixo a Nato, viva o Malato"

Chegar hoje a Lisboa de comboio e sair na estação do Oriente, dá a sensação de que estamos a viver uma nova revolução. Será que os espanhóis invadiram Portugal, para vingar a derrota de ontem e eu não me apercebi de nada, ou é a cimeira da NATO que justifica o alarido policial e militar?
Sejamos justos. Comparando com outras Cimeiras e reuniões do G-20 que cobri ( Seattle, Joanesburgo, Rio de Janeiro, Delhi, Buenos Aires, Londres, Copenhaga, Sydney ou Durban) o aparato que rodeia esta Cimeira fica muito aquém daquilo a que assisti noutros locais do globo. E manifestantes anti-NATO como estes, só mesmo em Portugal. Viva o bom humor!

10 comentários:

  1. Caro Carlos, off post e respondendo sua pergunta em gentil visita: muriçoca é um mosquito, muito inconveniente, que tem a mania de nos pegar desprevenida e chupar nosso sangue.

    ResponderEliminar
  2. Amanhã é o dia H. Vamos ver o que se passa!

    Gostava que mais malas, pacotes suspeitos fossem deixados por brincadeira por toda a nossa Lisboa!

    A GNR, a polícia, os possíveis manifestantes passariam um dia bem divertido.

    Sim, que por cá corre sempre tudo bem! O povinho quer lá saber da cimeira! Ainda se esta lhe pagasse as dívidas ...

    ResponderEliminar
  3. Já me esquecia!

    O Herman continua bem e recomenda-se.

    ResponderEliminar
  4. Se ainda foi pior, então nem sei que diga.

    Quanto a Herman há anos que me recuso a assistir ás suas grosserias.

    Boa noite.

    ResponderEliminar
  5. O vídeo está muito engraçado! :)

    ResponderEliminar
  6. Há pouco a tola da filha da Fátima de Felgueiras guinchava histérica que o aparato policial era enoooorme à volta do hotel do Obama. 30 polícias, dizia a louraça em extâse. Bem se vê que a menina não esteve na Alameda dos Campeões Europeus, aqui há atrasado. Dava-lhe o treco.

    ResponderEliminar