segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Chamem a polícia!

Cenas destas 36 anos depois do 25 de Abril, apenas demonstram que continuamos num patamar muito baixo da Democracia.

11 comentários:

  1. É chocante! E ficarão impunes, os esbirros?

    ResponderEliminar
  2. Antes do 25 de Abril fui alvo de prepotência e arrogância, e minha mulher de intimidações, em puras manifestações de comportamento nazi, por parte de polícias e de elementos da GNR,bem como de paisanas sustentados pela PIDE. Pouco depois do 25 de Abril ainda tal nos aconteceu duas ou três vezes, com os fardados. Dei de barato que assim fosse. A nossa postura cívica e política incomodava-os...
    Trinta e seis anos depois, dói-me saber que acontecem casos como este,embora, para ser franco, me não surpreendam.
    Correndo o risco de ser considerado um radical (que,acreditem,não sou)penso que o Movimento das Forças Armadas pecou por ter sido feito com flores. Há quem não mereça que lhe plantem um jardim à volta de casa. Abrindo a porta não sabem o que hão-de fazer, e para que muito trabalho não dê, desatam a asfixiar as flores, murchando-as, matando-as...
    Os jardineiros somos todos nós, o povo deste país que durante décadas esteve sujeito a uma lavagem ao cérebro por parte de uma feroz ditadura. Parte dele não conseguiu ainda encontrar o detergente para se lavar...
    Não posso alhear-me do facto de que dentro de cada farda da polícia, ou outra qualquer está uma mulher ou um homem do povo.
    Falta-nos ainda a revolução das mentalidades. Talvez, se a conseguirmos fazer, venhamos a ter polícias, e outros ditos agentes da ordem, com a consciência de que eles existem, pagos pelos cidadãos, para servirem os cidadãos.
    Enquanto tal não acontecer espero, e desejo, que polícias como os desta notícia possam ser exemplarmente punidos!
    Um abraço

    ResponderEliminar
  3. Será que se fossem 4 rapazes e uma só rapariga, o desfecho seria o mesmo?

    ResponderEliminar
  4. MFA com flores? Não! Radicalismo ou não, o MFA foi uma especie de asneira, cujos frutos vamos colhendo ao longo destes 36 anos. Um Movimento Armado, defendendo o quê? Democracia , não, pois está à vista, erradicação da pobreza? Não, também está à vista. Correr com os exploradores do Povo? Não! Também é visivel. Um Movimento armado que defendeu o quê? Novos ricos, novos exploradores, novo regime politico....igual, ou pelo menos parecido ao que já existia. Teve alguma coisa boa? Sim! Teve! Poder transpôr este pensamento para escrito sem correr o risco de ser perseguido. Será por muito tempo? Esperemos e mantenhamos a esperança de que sim!

    ResponderEliminar
  5. Quem devia assegurara a liberdade são os mesmos que se julgam donos dela.

    ResponderEliminar
  6. Compreende-se.
    Podiam ter alguma arma escondida.
    Para não ser vulgar e escrver que a polícia queria ver os "pincéis".
    Mas, como eu não sou vulgra, não escrevo.

    ResponderEliminar