domingo, 8 de agosto de 2010

"Os Carlos" com Saramago


Não sei se alguma vez vos disse que quando nasci o meu pai – ainda antes de me tornar sócio do F.C. do Porto- me inscreveu no Grupo Onomástico “Os Carlos”.
Criado em 1930, “Os Carlos” teve como primeiro Director o jornalista Carlos d'Ornellas e publicava um jornal ( creio que mensalmente) que em miúdo eu exibia com orgulho. O Grupo teve o seu período áureo nos anos 40/50 prestando ajuda a Carlos pobres, distribuindo enxovais, dando bodos, fornecendo medicamentos e tinha um médico que se dispunha a dar consultas gratuitas aos Carlos.
O Grupo chegou a ter milhares de sócios e diversas pessoas conseguiam tomar iniciativas - excursões, visitas de estudo - que cativavam novos sócios. Quando atingi a idade da razão o Grupo Onomástico“ Os Carlos”- cuja sede era na Praça da Alegria em Lisboa, no edifício onde está hoje instalado o restaurante “ O Púcaro”- entrara numa fase decadente , tendo corrido o risco de extinção na década de 70. Tal foi evitado graças a um pequeno grupo de sócios que, apesar da falta de recursos e meios, conseguiram manter o Grupo vivo.
Recebi, há dias, um amável e-mail de um dos membros da comissão administrativa de “Os Carlos” divulgando o blog do Grupo e manifestando o seu pesar pelo fraco empenho dos Carlos na vida associativa.
Pela minha parte estarei disponível para me envolver e apoiar aqueles e aquelas, ( sim, também há mulheres no Grupo, a começar pela filha de Carlos d'Ornellas) que tão galhardamente têm mantido vivo este Grupo Onomástico -segundo creio o primeiro a constituir-se em Portugal.
Assim, posso anunciar-vos que o blog de “Os Carlos” (que vos convido a visitar clicando aqui) irá aderir ao desafio lançado pelo Rogério e pela Fernanda, publicando textos, pensamentos e citações de Saramago.
Por outro lado convido todos os/as Carlos que lêem o CR a inscreverem-se e participar nas actividades do Grupo Onomástico. Será uma forma bonita de assinalar o 80º aniversário de “Os Carlos”,empenhado em revitalizar-se.
Voltarei a dar notícias. Conto com a colaboração dos Carlos que aportam aqui ao Rochedo para fortalecer o nosso Grupo Onomástico.

6 comentários:

  1. Fui lá
    a correr
    não sou Carlos
    (que pena vou ter)

    ResponderEliminar
  2. Não sei se é a memória a atraiçoar-me mas parece-me que aqui na rua do Almada, também havia um. Pelo menos era assim que rezava na tabuleta.

    ResponderEliminar
  3. Também eu fiquei cá com uma invejazinha de não me chamar Carlos depois de ler este artigo tão interessante.
    Mesmo se eu fosse rapaz, coisa que sempre desejei ser, o meu nome seria Luís.
    Vou fazer já um link no "ematejoca azul" apoiando assim todos os Carlos e as suas ideias sociais.

    ResponderEliminar
  4. Lá irei, claro!
    Porque sou Carlos e se trata de Saramago.
    Abraço

    ResponderEliminar
  5. Sim, você em algum tempo já comentou sobre os Carlos. Fiquei aqui pensando se Carla é o feminino de Carlos. Mas de qualquer forma achei genial e fui lá dar uma olhadinha!

    ResponderEliminar
  6. Quero desde já agradecer ao Carlos Barbosa de Oliveira pela referência que faz ao meu Grupo. Contrariamente ao que lhe tinha dito não estarei em Lisboa esta semana mas apenas a partir do dia 17. Estarei então a sua disposição. Referindo-me a alguns comentários anteriores posso dizer-lhe que têm entrada no nosso Grupo Carlas Carlotas e por que não, nos tempos modernos abrir o Grupo a pessoas de outro nome que possam ter novas ideias - seriam uma espécie de sócios contribuintes, não apenas em termos de quotização mas de ideias que é o mais importante. Como já em tempos referi no blog gostaria de juntar no Grupo pessoas com formação diversa não especificada.
    Um abraço
    Ferreira da Cruz

    ResponderEliminar