quarta-feira, 7 de julho de 2010

A estratégia da aranha

Confesso que me custa admitir, mas Sócrates fez uma jogada de mestre ao utilizar a "golden share" para impedir a compra da Vivo pela Telefonica. Ganhou em várias frentes:
-Deu um ar de esquerda, fortalecido com a entrevista ao "El País" em que acusou a CE de posições ultra-liberais.
- Demonstrou a incoerência e fragilidade argumentativa dos coelhistas, cuja única ideologia é o lucro fácil assente no princípio do "salve-se quem puder".
- Deixou a descoberto as fragilidades dos defensores do mercado livre e das teorias ultraliberais, ao "obrigar" os accionistas a desmascarar-se. O único objectivo dos accionistas da PT, da maioria dos empresários e dos oportunistas que apoiam Passos Coelho é o lucro. Estão-se borrifando para o país, apesar de passarem a vida a postar tiradas patrióticas, onde o ataque ao acordo ortográfico e a defesa da língua portuguesa surge como corolário saloio dos pobres de espírito.
-Finalmente, obrigou a esquerda a apoiá-lo.
É óbvio que a esquerda defende a utilização da golden share, mas não pode deixar de criticar Sócrates pela política de privatizações que conduziu a esta situação e aproveita para exigier a Sócrates que recue nessa matéria.
O lider do PS sabe, porém, que a comunicação social portuguesa -enfeudada que está aos grandes interesses económicos -não dará grande relevância às críticas da esquerda, pelo que a sua estratégia não será beliscada.

2 comentários:

  1. Acho que nunca se sabe muito bem qual é a estratégia da aranha ou melhor... do aranhiço.
    Do Passos... essa é demasiado óbvia ;)

    Bjos

    ResponderEliminar
  2. Estou curioso para saber como vai acabar tudo isto.

    ResponderEliminar