sábado, 12 de junho de 2010

A Insustentável Leveza do Ser

O discurso de Cavaco Silva no 10 de Junho, trouxe-me à memória este livro de Kundera.

Pelas más razões. Se Cavaco Silva diz que já tinha avisado qual seria a situação do país, porque razão ficou quietinho este tempo todo? À espera que a sua profecia se concretizasse, para depois poder dizer " estão a ver? eu já tinha avisado!"

Que lucrou o país com o aviso de Cavaco, se ele optou pela inação? Em 2006 os portugueses votaram em Cavaco para PR ou para pitonisa?

Já agora, quando ele anunciar a sua candidatura a novo mandato, lembrem-lhe isto, por favor

4 comentários:

  1. Nunca desperdiço bom material, como este que nos deu. Farei dele bom uso. Pode crer!

    Quanto ao miúdo que raptei, do seu post anterior, já encontrei maneira de o educar: Junto-o com os meus netos. Até são professores, sabia?

    Se não sabe, tem aqui a prova

    http://conversavinagrada.blogspot.com/2010/06/educacao-gastronomica-nada-de-dieta.html

    Abraço amigo

    ResponderEliminar
  2. Pode ter a certeza que não me vou esquecer. Se ainda houver eleições...

    ResponderEliminar
  3. O discurso foi demasiado mau, para ter acontecido. ainda pensei que fosse uma rábula.... só sabia dizer eu avisei.

    Ó meu rico Santo António
    Meu santinho Milagreiro
    Vê se levas o Zé Sócrates
    P'ra junto do Sá Carneiro...

    ResponderEliminar
  4. No passado de Kundera também há muito que lavar com OMO.

    Nem pense. que estou a defender o Cavaco, meu caro Carlos, bem sabe, que só defendo duas pessoas.
    Só não sei, quem é que têm como alternativa.
    Um poeta como Presidente não dá resultado, além disso, é velhíssimo.

    Abraço de Düsseldorf.

    ResponderEliminar