quarta-feira, 28 de fevereiro de 2018

Memórias em vinil (CCCXLVI)

E como parece que veio para ficar, vamos ter muitas noites para recordar esta canção. Na voz de Sylvie Vartan, ou na versão inglesa

ÉPOCA DE INCÊNDIOS (2ª Chamada)


Ontem, apesar da neve e do frio, uma queimada provocou um incêndio de grandes dimensões em Caminha.No último sábado foram registadas 274 ocorrências. Perante este cenário, tentei encontrar justificação para tanto incêndio em pleno Inverno.
Um bombeiro amigo esclareceu-me que estão em curso os exames da segunda chamada, para ingresso nos quadros, dos bombeiros que no Verão andaram a atear fogos, em vez de os apagarem e para guardas florestais que não enxergam queimadas ilegais.

António Costa e o Poliamor

A chegada de Rui Rio à liderança do PSD confirmou aquilo que eu- e muitos milhares de portugueses- já desconfiavam: António Costa é adepto do POLIAMOR.
Cansado das exigências (por vezes caras)  dos parceiros da Geringonça, virou-se para Rui Rio, um amor antigo que nunca esqueceu, na esperança de receber algum conforto.
Compreendo o cansaço de António Costa face às exigências cada vez mais caras dos parceiros da Geringonça, mas fico a torcer para que não se deixe embeiçar demais por esse amor antigo, pois isso pode ser encarado como provocação, ou mesmo traição, pelos seus parceiros actuais que já deram sobejas provas de  não serem adeptos da prática amorosa que António Costa tanto aprecia. Enquanto não passar de arrufos, tudo bem, mas se os actuais parceiros da Geringonça -mesmo que apenas por estratégia-  optarem pelo divórcio, quem fica a perder são os portugueses. Especialmente os que mais precisam que a actual fórmula governativa se mantenha para lá de 2019.

À atenção dos investidores



E também dos operadores turísticos e empreendedores imobiliários.
Chegou a hora de investir na Gronelândia, onde as temperaturas são amenas no Inverno.