terça-feira, 31 de julho de 2018

Leiam os jornais, porra!

O Exército recusou entregar aos deputados a lista do material roubado de Tancos.
Não vejo razão para escândalos, nem para indignações. Os deputados deviam saber que podem consultar essa lista nos jornais, sem ter de incomodar os senhores militares.

Segredos da Medicina


Na semana passada almocei, por duas vezes, em mesas contíguas às de médicos. Por pudor( e porque nunca fui jornalista de fofocas) não reproduzo as conversas que ouvi, mas  ontem não me espantei ao ler a notícia de que o governo não conseguira recrutar 70 médicos para "fazerem o Verão" no Algarve.
Hoje, a notícia de capa do "Público" fez-me recordar este episódio de que fui protagonista
Acrescento apenas que o médico me sossegou dizendo que não tinha qualquer problema, mas considerou conveniente fazer alguns exames de despistagem.  Sem urgência, apenas por uma questão de segurança. Os exames ficaram marcados para um período de menos afluência de doentes (26 de Julho) e custar-me-iam a módica quantia de 500€.

segunda-feira, 30 de julho de 2018

Robles e o Neto






Ricardo Robles devia ter-se demitido no final da conferência de imprensa em que apresentou a sua versão dos factos.
Teria saído com dignidade, não causaria embaraços ao BE e não proporcionaria o espectáculo miserável protagonizado pela direita, indignada com o comportamento do deputado e vereador. 
Obviamente que além de incoerente com o que ele e o seu partido defendem, a atitude de RR é condenável em si mesma. Acontece, porém, que RR não cometeu nenhuma ilegalidade.  Ao contrário de muitas figuras do PSD, do PS e do CDS que deveria estar presa se a justiça funcionasse neste país.
Arguidos em escândalos de milhões que envolvem verbas dos contribuintes, andam por aí a pavonear-se  políticos do Centrão  e do CDS que recusam demitir-se dos seus cargos alegando inocência e, na primeira oportunidade, voltam a candidatar-se a cargos de onde deveriam ter sido exonerados para toda a vida.
Como é que essa gente  que  usa todos os instrumentos   que a Lei  lhe proporciona para atrasar os processos, até  uma prescrição, ainda tem lata para condenar Ricardo Robles? - perguntarão alguns ingénuos
Porque com a benevolência e cumplicidade de alguma comunicação social que ajuda a branquear os seus actos e de uma justiça que só vê para um lado,  sabe estar sempre a salvo.
 Não me venham com a lenga lenga de que esta PGR é um exemplo de coragem, porque investiga os poderosos. Pois sim… já algum foi condenado? Não. E até assistimos ao espectáculo degradante de Manuel Pinho que se deu ao luxo de ir à AR gozar com os deputados e a justiça, numa manifestação de escroqueria sem precedentes, mas suficientemente cristalina para confirmar que o homem é um canalha da pior espécie.
 Diga-se, em abono da verdade, que há agentes da justiça que, pelo seu comportamento, parecem querer impedir a aplicação da  justiça.
Sem esquecer, obviamente, o comportamento do juiz Neto de Moura e  o constante silêncio do Conselho Superior de Magistratura, nos casos de comportamento indecoroso  de alguns magistrados que usam o seu estatuto para  torpedear a lei, porque além de as leis serem susceptíveis de interpretações muito subjectivas, sabem que o corporativismo reinante na classe será suficiente para os absolver de um crime.
Posto isto, quero dizer que me indigna muito mais gente como o juiz Neto de Moura, do que  deputados e vereadores como Ricardo Robles. Este, embora incoerente,  de certeza que não cometeu nenhum crime.
 Em tempo: Para quem não sabe ( ou já se esqueceu) do curriculum do juiz Neto de Moura, aqui fica um link

Campanhas

Ao longo dos anos os governos têm gasto elevadas  quantias em campanhas de sensibilização dos portugueses para evitarem certas práticas.
Tive a oportunidade de participar numa a alertar para os riscos do sobreendividamento, mas os portugueses como sempre encolheram os ombros, comentaram  "isso é para os outros" e endividaram-se à doida, com os resultados que anos depois todos pudemos testemunhar. 
Lembre-se, a propósito, que os tugas já esqueceram a crise e voltaram a endividar-se à fartazana para comprar carrinho novo. 
Vem isto a propósito dos avisos que anualmente, pelo Verão, invadem rádios, jornais e televisões, aandviso os portugueses que não devem expor-se ao sol nas horas de mais calor. Basta ver as praias, repletas entre as 12 e as 15, para se perceber como os tugas ligam aos avisos.
Mas se ver adultos à torreira do sol faz parte do quotidiano e ninguém liga, ver diariamente  crianças de colónias de férias acompanhadas de (educadoras/vigilantes) à torreira do sol, pelas duas e meia três da tarde aqui na praia do Tamariz, é um espectáculo que me revolta .
Não haverá quem esteja atento às práticas de creches e colónias de férias em período estival e os alerte que estão a comportar-se irresponsavelmente?

domingo, 29 de julho de 2018

A falta de pudor de quem manda na RTP

Portugal acaba de conquistar o Europeu de sub-19, ao vencer na final a Itália por 4-3,num jogo de grande qualidade e emoções ao rubro. 
Os portugueses só tiveram direito a ver o jogo pela Sport TV, porque o canal público de televisão pensa que transmitir jogos de miúdos não rende e as pessoas preferem ver ciclistas às voltas nos Champs Elysees, a ver os sucessos dos jovens portugueses.
A administração da RTP devia ser demitida mas, antes, alguém devia obrigar aqueles idiotas a pedir desculpa aos jogadores e aos portugueses que, como eu, defendem o canal público de televisão.

sexta-feira, 27 de julho de 2018

quinta-feira, 26 de julho de 2018

Finalmente, o triunfo dos porcos?



Uma cidade de 20 milhões de habitantes parada durante cinco dias. Estabelecimentos comerciais, salas de cinema e espectáculos encerradas, actividades desportivas a desenrolarem-se à porta fechada, actividade produtiva reduzida. É assim, por estes dias, a sempre buliçosa Cidade do México. Quase deserta, paralisada, sem vida. Parece filme de ficção, mas é o relato da realidade.
Tudo isto se passa por causa de um vírus que decidiu sair das entranhas de um suíno, alojar-se num corpo humano e multiplicar-se. Talvez insatisfeito com o hóspede que o albergou e dando largas à sua ânsia de viajar, decidiu introduzir-se noutros corpos e dentro deles atravessar oceanos e espalhar-se pelo mundo.
Sem passaporte, licença de trabalho, ou autorização de residência, começou a fazer o seu trabalho, deixando o mundo em suspenso.
Um mundo habitado por seres inebriados pelos prazeres consumistas e ufano por dominar as tecnologias – capacidades que os fazem sentir semi deuses – está em pânico porque não consegue controlar as diatribes de um ser microscópico que decidiu saltar das grilhetas do corpo de um pachorrento suíno e percorrer o mundo, divertindo-se com a suas diatribes.
Talvez em breve o homem volte, ufano, a proclamar que graças à sua sapiência conseguiu dominar o vírus e tudo volte à normalidade. Talvez… mas até quando será capaz de o fazer?
Enquanto aguardo o regresso a Lisboa, penso na gripe espanhola que há 90 anos matou milhares de pessoas.
 Apesar de o homem dominar as tecnologias e a medicina ter feito progressos fabulosos, quase um século depois o homem não sabe quantas pessoas poderá vitimar este vírus mexicano.
Rebobino o filme. Há 90 anos a gripe espanhola, há 80 anos uma crise financeira idêntica à actual e há 70 uma guerra devastadora que pôs fim a uma crise financeira. Lembro-me que durante essa guerra os EUA lançaram sobre o Japão duas bombas atómicas cujos efeitos colaterais desconheciam totalmente. Apenas sabiam que iriam destruir duas cidades, matar milhares de cidadãos, mas desconheciam os seus efeitos a nível planetário. Mesmo assim arriscaram… Não apenas uma, mas duas, porque as bombas eram de fabrico diferente e os efeitos colaterais, aparentemente, poderiam ser contrários Faço as minhas conjecturas, mas guardo-as sigilosamente.
Sei apenas que, dentro de um minuto, carrego numa tecla deste computador e, poucos segundos depois, este texto poderá ser lido em todo o mundo. Maravilhoso, não é?
Mas enquanto faço um click para editar este post e o pôr a viajar pelo mundo inteiro, qual será a intenção do vírus que saltou do corpo de um suíno e atravessou o mundo? Que caminhos irá ele percorrer? Não sei, nem ninguém sabe. Os peritos da OMS andam às aranhas, os cientistas encerram-se num mutismo ignorante, os peritos das novas tecnologias que tudo resolvem, declaram que de vírus só percebem o que se passa dentro dos computadores. Se um dia um destes vírus decidir saltar do ecrã do computador e se alojar num corpo humano, o que poderá acontecer?
Sinto-me personagem de filme de ficção. Quando me chamam para regressar a Lisboa, penso que provavelmente todos teríamos a ganhar se, em vez da soberba de querer dominar o mundo, desprezando o meio ambiente e as espécies que connosco convivem no mesmo meio, parássemos um pouco para reflectir. Falta-nos uma boa dose de humildade e respeito pelos seres vivos que habitam este planeta. Talvez o Homem só aprenda a lição quando um desses seres vivos lhe mostrar que, afinal, o Homem não é dono e senhor do Mundo.

 EM TEMPO:Este post foi publicado no 1º de Maio de 2009 e, por razões diversas, entre as quais se inclui a questão dos incêndios, parece-me merecer uma leitura adaptada à realidade  actual.
Ou alguém duvida que se acontecer uma situação semelhante na Europa, as redes sociais e alguma comunicação social se incendiarão, apontando o dedo ao governo que estiver no poder?

Hoje é Dia dos Avós

Um excelente dia para todos os avós

quarta-feira, 25 de julho de 2018

Bom dia, senhor Presidente!

Não sei se sabe, sr Presidente, mas a Suécia está a arder há algumas semanas e Portugal até enviou auxílio para o combate às chamas. 
Outros países do Norte da Europa, como a Lituânia e a Finlândia têm sido atingidos por fogos com uma intensidade de que não há memória.
Ontem, na Grécia, um forte incêndio, com características muito semelhantes ao de Pedrógão, vitimou pelo menos 75 pessoas  e fez mais de  duas centenas de feridos, muitos deles em estado crítico. Números que infelizmente tendem a aumentar significativamente, pois há mais de uma centena de desaparecidos
Ainda não li, vi, nem ouvi, quaisquer notícias sobre  pedidos de demissão dos ministros responsáveis de qualquer desses países, por parte dos partidos da oposição. Ouvi, outrossim, um jornalista grego, na SIC, acusar o governo de irresponsabilidade e as instituições de serem ineficazes. Um tal de Nikolai fez-me lembrar, imediatamente, uns vermes do jornalismo tuga que se alimentam de um tipo de jornalismo intriguista e arruaceiro, instigador da revolta popular. Gente que está ao serviço de interesses de direita e extrema direita, mas nunca levanta o cú da cadeira para fazer jornalismo a sério, 
 Na verdade não me surpreende que assim seja. Naqueles países as pessoas e os responsáveis políticos sabem que os incêndios são uma inevitabilidade, fruto das alterações climáticas. Mais... sabem que os incêndios resultam de um modelo de desenvolvimento insustentável e que a única forma de minimizar os seus efeitos devastadores é a aposta num modelo de desenvolvimento sustentável e numa política para as florestas amiga do ambiente e não da economia. 
Por tudo isto, senhor Presidente, gostaria de o ver fazer mea culpa e pedir desculpas à ministra  Constança Urbano de Sousa, pela forma como a obrigou a pedir a demissão, E, se não for grande maçada, podia aproveitar para dar um puxão de orelhas  à oposição pela forma avacalhada como se aproveitou dos incêndios.
Eu compreendo, senhor Presidente, os muitos idiotas úteis  que  por aí pululam e , por mera ignorância em matéria ambiental, ou mesquinho aproveitamento político, aproveitaram a desgraça alheia para culpar o governo pelos incêndios e, pelo caminho  arregimentar  uma  brasileira oportunista, que, embora estivesse a milhares de quilómetros de distância no dia dos incêndios, aproveitou   para se promover e fazer um pezinho na política.   Os oportunistas, independentemente da nacionalidade, não olham a meios para se auto promoverem.
Permita-me no entanto que lhe manifeste a minha surpresa por também V. Exª ter entrado na onda de acusações e  contribuído para destruir  a credibilidade de uma ministra e ajudado a degradar a imagem de instituições públicas que nos deviam merecer respeito.
Muito obrigado pela  atenção

Crónica sobre a gordura

Este monte de gordura que dá pelo nome de Carlos Abreu Amorim é um pulha, um bandalho um escroque que fede à merda que exala pela boca pestilenta.

terça-feira, 24 de julho de 2018

O fim do romantismo cubano



Também fui dos que acreditei na Revolução Cubana, me emocionei com o que vi em Cuba, acreditei em Fidel e na sinceridade e nos ideais de Che.
Mesmo depois da morte de Che,  de visitar a  RDA, a Roménia e a Bulgária, nos anos 70, a Polónia e a Hungria nos anos 80 e ter vivido na ex-Jugoslávia, mantive a convicção de que a revolução cubana venceria, porque nada tinha a ver com os regimes despóticos dos países de Leste onde as pessoas eram tristes e viviam oprimidas.
É certo que o comunismo do Leste Europeu, da ex-URSS, pouco tinha a ver com a proposta comunista de Fidel e Che , mas também não encontrei, em  nenhum daqueles países, o quadro caricatural que hoje se traça nos países "reabilitados para o capitalismo".
Os cubanos são alegres, comunicativos, Havana é uma cidade fantástica  que respira alegria de viver por todos os poros  e a afabilidade  na Cuba "rural" emociona qualquer viajante.
A Cuba que eu conheci nada tem a ver com o comunismo do Leste Europeu, retratado no  "Adeus Lenine".  Apesar de alguns exageros, o que eu vi  e vivi  nos países de Leste, foi muito próximo do que o filme retrata.
Percebia-se há muito que Raúl Castro iria preparar o caminho para o fim  da Utopia cubana. Foi por isso, sem grande surpresa, que  ontem ouvi o anúncio do fim da via comunista e o reconhecimento do casamento gay e a admissão da propriedade privada como essencial para o desenvolvimento da economia.
Espero, com curiosidade, a reacção de alguns comunistas portugueses que continuam a acreditar (ou apenas fingem acreditar?) na Utopia dos amanhãs que cantam.


Em defesa da igualdade de género

O grupo "Pela defesa da unicidade de género " um movimento global que luta pelo fim da discriminação sexual , apresentou no Parlamento europeu uma petição no sentido de a potência dos motores dos automóveis deixar de ser referenciada com a base de partida da potência cavalar.
Aquele grupo exige que o PE delibere no sentido de exigir que as fábricas de automóveis passem a mencionar, em termos igualitários, o número de cavalos e éguas, correspondentes a potência dos motores.
Não aconteceu, mas podia ter acontecido, ou poderá vir a acontecer.

segunda-feira, 23 de julho de 2018

Asssim nasce um boato (2)



Tenho uma simpatia muito especial pela Croácia, que considero um dos países mais bonitos da Europa, onde as mulheres bonitas são regra e não excepção.
Vivi em Split e Trogir no tempo da Jugoslávia, apaixonei-me por Dubrovnik, pela ilha de Hvar e fui à Croácia  duas ou três vezes depois do desmembramento  da URSS. 
Conheço, por isso, as diferenças  políticas  entre esses dois momentos históricos  dos Balcãs e pude testemunhar as mudanças profundas que encontrei.
Não me admirei, no entanto,  quando percebi que muita gente ( que provavelmente nunca esteve na Croácia) torcia pela vitória da França na final do mundial, porque considera que a Croácia vive sob um regime fascista. 
Tudo serviu para apoucar e denegrir a presidente croata, que viajou para a Rússia como adepta, pagando as viagens à sua custa e metendo dias de férias. "A porca fascista é uma fingidora" assim a descreveram  algumas pessoas que eu até considero terem dois dedos de testa.
A cereja no topo do bolo surgiu quando começou a circular nas redes sociais uma carta escrita pelo seleccionador croata que arrasava o governo do país e a presidente.
Torci o nariz ao ler aquilo e tinha razão para o fazer. A carta que circulou por aí para gáudio de alguns detractores da Croácia, que vivem em  países onde a bandalheira e a corrupção são a regra, afinal era falsa e o autor já veio reconhecer a paternidade da missiva, como se pode ler aqui. 

Em tempo: para mim, as fake news são apenas boatos e mentiras. Dispenso anglicismos bacocos 

As especialidades da Márcia

Apesar das melhoras  da última semana, o médico não me autorizou a ir  este fim de semana à Tasca das Fodinhas, em Ponte de Lima, comer estes petiscos.
É verdade que já fui lá duas ou três vezes e não achei os petiscos nenhuma especialidade, mas tenho saudades do arroz de sarrabulho de Ponte de Lima, petisco que me está vedado, de dar uma volta pelo Minho e Trás os Montes, e de ver mais uma vez o "meu Douro" de que tenho tantas saudades!
Tenham um excelente fim de semana.
Em tempo: Republico este post da última sexta-feira, para lembrar que começou ontem na RTP o programa "7 Maravilhas à Mesa".

domingo, 22 de julho de 2018

Aula de oftalmologia

Ritz Hotel (Londres) à hora do chá.
Aguarela de John V.Healey


Não fumava. Não bebia. Era tímido no contacto com as mulheres. Uma tarde, na Ateneia,  deixou-se enfeitiçar pelos óculos pendurados num nariz protuberante. Casaram. Nasceram três dioptrias.

E este ano o melhor Verão em Portugal é...








Não será propriamente o melhor mas,  atendendo  à meteorologia que não tem estado muito convidativa para idas à praia, estou em crer que o Verão com a melhor relação qualidade/ preço/benefício, é o de Cascais.
Concertos de qualidade gratuitos, no Casino do Estoril,  às quintas-feiras, Festas do Mar  em Cascais a partir de 17 de Agosto, também à borla e com  um cartaz de luxo e ainda o EDP Cool Jazz  no Parque Marechal Carmona e no Hipódromo, são a certeza de que as noites de Verão em Cascais vão ser ( estão a ser) muito animadas.

sexta-feira, 20 de julho de 2018

Meninos, tenham (boas) maneiras!




Sou fã de ciclismo e, como tal, espectador atento das grandes provas mundiais, onde obviamente se inclui a Volta à França. 
Não perdi por isso a oportunidade de ver  ontem,em directo, a etapa rainha, que terminou no Alpe d'Huez.
Foi uma oportunidade para confirmar aquilo que sei há muito: povo não rima com poesia, como alguns me fizeram acreditar durante décadas, mas sim com estupidez. O comportamento dos "populares" franceses durante a subida ao Alpe d'Huez, abalroando, derrubando e afastando da discussão da vitória na etapa V. Nibali- um dos favoritos à vitória na etapa e  à vitória final- comprovou que o comportamento popular nada tem a ver com poesia. Em qualquer lugar do mundo, o povo é estúpido e comporta-se como os selvagens da pré-História.
É por causa dos comportamentos acéfalos das massas que cada vez menos acredito no elevador social proporcionado pela democracia. 
As desigualdades salariais podem ser atenuadas, mas todos os dias temos provas de que as desigualdades sociais só se podem combater com  forte aposta na formação mas, principalmente, na educação cívica e - não há que ter medo em assumi-lo- com algum músculo , para que as pessoas não confundam liberdade com libertinagem.

As vítimas de Pedrógão



Não tenho quaisquer dúvidas que entre os políticos há muitos corruptos. 
Mas também não duvido que entre os que acusam os políticos de serem corruptos, há muita gentinha a comportar-se como estas vítimas de Pedrógão.
Provavelmente alguns serão descendentes dos que transformaram os subsídios da UE para a agricultura em jeeps, automóveis topo de gama e férias nas Caraíbas.

quinta-feira, 19 de julho de 2018

Os ambientalistas cépticos

Ainda pulula por aí muito ambientalista céptico, fervorosos seguidores de Trump. Quando isto estiver tudo a arder, a comida a faltar ( ainda ninguém reparou, por exemplo, na quantidade de gaivotas que andam em terra à procura de alimento, porque não encontram peixe no mar?) as inundações a  alagarem povoações e o mar a destruir lindas casas com vista para o mar, talvez as pessoas deixem de fazer como a avestruz e se convençam que afinal as alterações climáticas não são uma invenção.

Dona Madalena



O homem aproximou-se do balcão quando eu tomava café. Varreu a vitrina com os olhos em procura de alguma coisa que não encontrava. A empregada perguntou:
- Deseja alguma coisa, meu senhor?
- Não tem queques de maçã?
- De maçã não tenho. Só normais, de noz e Donas Madalenas
O homem desinclinou-se, fixou o olhar na jovem empregada negra e disse:
- Não sabia que agora  tratavam as madalenas por donas!...
- Sim, meu senhor. Estas não são umas madalenas quaisquer! 
- Então que têm de especial? São brazonadas?
- Lá isso eu não sei, meu senhor. Só sei que quem as faz é a D. Madalena.

terça-feira, 17 de julho de 2018

Chamem um notário, p.f.*




A ministra da Igualdade espanhola decidiu mostrar ao mundo que gente idiota também pode ser ministra Daí, resolveu  fazer alarde da sua estupidez e  apresentou uma proposta, no sentido de um acto sexual que não tenha o consentimento expresso da mulher, seja considerado violação 
Gostaria muito que a ministra explicasse se  o consentimento tem de ser reconhecido presencialmente por um notário, ou basta que o macho apresente como prova uma gravação, onde a parceira diga solenemente: 
"Juro, por minha honra, que vou para a cama com este gajo de livre vontade"
Até quando teremos de assistir a esta degradação do poder político que escolhe para cargos de governo gente sem um mínimo de capacidade cívica para o desempenho das funções?
Este caso deveria ter levantado um sobressalto cívico em Espanha, não se desse o caso de os espanhóis terem perdido capacidade para se indignarem, deixando essa tarefa para as mulheres.
*Tenho sido assediado por uma espanhola, mas não avanço, porque tenho medo que ela me acuse de violação. Um Homem hoje em dia tem de saber defender-se...

domingo, 15 de julho de 2018

Sem surpresa e com justiça


A França é campeã do mundo, como era esperado depois de eliminar a Bélgica, a melhor equipa deste Mundial.Sempre torci pela Bélgica e gostava que a Croácia tivesse vencido,mas reconheço que a França foi uma justíssima vencedora e a segunda melhor equipa presente neste Mundial.
A FIFA,porém, não perdeu oportunidade de mostrar ao Mundo que é dirigida por idiotas que devem ter imensos remorsos por terem sido machistas desprezíveis na idade em que as mulheres ainda os estimulavam. Agora, aquele grupo de eunucos, para maquiar a sua imagem, decidiu ceder às exigências de um grupo de feministas frustradas e tão idiotas como eles e proibiu a transmissão de imagens de mulheres atraentes. Aguardo , ansioso, a definição de mulher atraente e o dia em que os responsáveis da FIFA decidam que os jogos de futebol feminino não podem ser transmitidos pela TV ou que as jogadoras devem jogar de calças compridas e camisolas largas, de modo a que não se percebam as suas formas. É que, ao contrário do que alguns dirigentes da FIFA pensam, as mulheres do futebol já não tem bigode.
Finalmente, sugiro a dirigentes do futebol que, em nome da igualdade de género, proíbam também a exibição de imagens de homens bonitos e, já agora, de crianças, porque há imensos pedófilos a ver jogos de futebol.

Aquecimento para a final

Gostaria que a Croácia vencesse o mundial, mas se for a França a ganhar, o título também ficará bem entregue.
O que eu queria mesmo realçar, neste mundial, é que não se ouviu falar de desacatos antes, durante ou depois dos jogos. Os hoolligans também não foram notícia, porque a Holanda nem se classificou e os ingleses nem sequer foram a Rússia.
Conclusão:por vezes um bocadinho de músculo na segurança  é bem vinda.Neste caso ganhou o futebol.
A organização está de parabéns porque, durante 32 dias falou-se de futebol e aqueles que o querem destruí com violência não foram notícia.
Diz-me um amigo que esteve na Rússia até aos quartos, que sempre se sentiu em segurança e não viu uma única escaramuça entre adeptos. Ao contrário do que tem acontecido noutros mundiais e europeus onde esteve presente.
É isso que quem gosta realmente de futebol quer, não é verdade?

sexta-feira, 13 de julho de 2018

Porque não vou ver a final do Mundial de futebol

A FIFA proibiu a transmissão de imagens de mulheres atraentes (aguardo a definição de mulher atraente)durante os jogos de futebol.
Eu até me riria,não se desse o caso de se tratar de um caso muito sério que denota uma mentalidade doente de quem dirige/decide no órgão máximo do futebol mundial. Infantino e o grupo que o rodeia estão a querer agradar a quem? Eles ainda não perceberam que a maioria das mulheres que são filmadas durante os jogos acena e sorri para as câmaras e não se preocupa absolutamente nada?
Não se pode exterminar estes gajos ou, no mínimo, mostrar-lhes como estão a ser ridículos?
Como sinal de protesto, não irei ver a final do Mundial da Rússia. Qual é a piada de ver o jogo, se as mulheres croatas (das mais belas da Europa) não podem ser filmadas?
"

quarta-feira, 11 de julho de 2018

Dão-se alvíssaras

A quem indicar o paradeiro da lista de blogs que estavam na coluna da direita e desapareceu durante a minha ausência.
Muito agradecido

terça-feira, 10 de julho de 2018

Resumo da semana ( em actualização)


Os deputados que chumbaram a proposta de Lei do PAN para acabar com as touradas, não foram os mesmos que há uns meses aprovaram uma Lei que permite a entrada de cobras, ratos ou saguis em restaurantes, pois não?
A judicialização da política a que vimos assistindo no caso Lula da Silva não nos deve preocupar, porque é um problema exclusivo do Brasil, não é verdade? Continuemos a acreditar em contos de fadas, na independência dos juizes e que só há democracia com juizes independentes que só podem ser julgados pelos seus pares e daqui a uns tempos vamos ter uma surpresa.
Eu sei que houve outras notícias relevantes,mas não me apetece perder tempo com elas. Até porque na última semana também houve boas notícias... Apenas dois exemplos:
Neymar saiu do Mundial da Rússia, onde foi pena ter chegado, porque só prejudicou a selecção brasileira com as suas cenas de telenovela.
Ficamos ainda a saber que a presidente da Croácia vai ver os jogos da sua selecção equipada a rigor, paga as suas viagens e mete dias de férias quando vai apoiar a selecção. No jogo contra a Rússia sentou-se na Tribuna de Honra, a convite de Medvedev, mas não é certo que faça o mesmo no jogo das meias finais, porque nos jogos anteriores sentou-se sempre nas bancadas entre os adeptos.
Eu nem quero especular sobre as críticas que alguma comunicação social, apoiada por uma certa oposição faria, se o nosso PR ou PM tivessem idêntica atitude, mas estou a imaginar a galhofa nas redes sociais.
É preferível ficar-me por aqui, para manter a serenidade.
Tenham uma boa semana.
Em actualização: ficamos agora a saber que o juiz Sérgio Moro está em Portugal e que foi desde aqui que ontem, domingo, "sentenciou" que a decisão de um juiz de um tribunal superior era ilegal. Para República das Bananas, o Brasil não está nada mal. Para país que queira ser levado a sério, ainda tem um longo caminho a percorrer.