sexta-feira, 11 de maio de 2018

Tiro ao boneco

"Quando um tipo está caído, todos os cães lhe mijam em cima"
Quando, depois de tantos anos de silêncio, vejo este tiro ao boneco com sabor a requentado, só consigo pronunciar uma palavra: COBARDES

9 comentários:

  1. Isso não se faz, Carlos.
    Não resisti e fui ao vídeo. Resultado, um enorme nojo em relação às pessoas que ali estavam.
    São cobardes e, noutras circunstâncias, chamar-lhes-ia coisas muito piores.

    ResponderEliminar
  2. É tudo uma tristeza. E não tenho apetite a tais cenas. Não i o video

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fez mal, Bea. Pelo menos ficava a saber quem sáo os abutres :-)

      Eliminar
  3. faltou referir a MMguedes que numa entrevista à sic destilou todo o seu ódio, e até disse que o MP deveria levantar um inquérito ao antigo PGR e manterem a joaninha actual.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A MMG tem a vantagem de não ter ficado à espera que Sócrates caísse, por isso náo a incluo no grupo das cobardes. Ela pode ter ( e tem) muitos defeitos, mas é coerente e cobarde não é. teve a coragem de atacar Sócrates quando todos o apaparicavam.

      Eliminar
    2. Pois ela não precisa de ser cobarde. Sempre soube orientar muito bem a sua vida. Mas como jornalista também precisa de um pouco mais de educação coisa que nunca teve ao longo da sua vida. e sempre foi uma tendenciosa política ao meter buchas para atacar os alvos que queria desde que não fosse reaccionários como ela. Coisa que ela nunca teve foi papas na língua, mas tem muito fel...

      Eliminar
  4. Cobardes, ou sonsos???
    Realmente não entendo...
    bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. co·bar·de
      (francês couard)
      adjectivo de dois géneros e substantivo de dois géneros

      1. Que ou quem recua ante o perigo ou o medo; que ou quem não demonstra coragem. = MEDROSO ≠ CORAJOSO, VALENTE

      2. Que ou quem agride à traição.


      son·so
      (espanhol zonzo)
      adjectivo e substantivo masculino


      1. Que ou quem finge ser o que não é. = DISSIMULADO, FINGIDO

      2. Que ou quem faz coisas reprováveis ou desonestas às escondidas.

      3. Que ou quem tem ares e aparência de ingénuo. = FINÓRIO, MANHOSO, VELHACO


      "sonso", in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, https://www.priberam.pt/dlpo/sonso [consultado em 12-05-2018].

      Eliminar