quarta-feira, 30 de maio de 2018

Mas, pelo menos, matem as ratas de sacristia!




Quando foi do aborto, pediam: "Não matem o Zezinho"
Com a eutanásia  pedem : "Não matem os velhinhos"
Ninguém nos livra destas ratas  de sacristia?
Estão prontas a emprenhar do senhor cura, porque se tiverem de fazer um aborto será uma bênção de Deus e sabem que se for preciso apressar a morte da avó, para receber a herança,  contarão com o aval  do senhor pároco, depois de acertada a dízima.
A minha Mãe esteve dois meses num sofrimento atroz, porque as Unidades de Cuidados Paliativos não tinham vagas.  Um dia passou uma daquelas  irmãs piedosas pela enfermaria do Santa Maria e disse à minha Mãe " Aguenta aguenta, porque é essa a vontade de Deus". 
Eu só não a corri da enfermaria à pedrada, porque nunca bati em mulheres, nem aprovo a violência, mas  tive que reunir todas as minhas forças para não a mandar chatear a puta que a pariu.
É com esta gente que o PCP se identifica? Ora f....!

12 comentários:

  1. Votei no PCP muitas vezes,mas com isto perderam o meu voto!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa, comigo já o perderam, com a demissão do Sócrates, aliando-se desavergonhadamente à extrema-direita para o fazer!!!

      Eliminar
  2. Triste sina a de um cidadão mal gerido!

    ResponderEliminar
  3. Vou já colocar este seu post, no meu facebook e enviar por email.Muito bem, Carlos!
    ESta gente que anda por aí a sofrer, a maioria das vezes só por viver com dinheiro que nem dá para comer... Infelizes, apanhados na ratoeira traiçoeira da religião, a maioria deles!

    ResponderEliminar
  4. Gostam muito de se unir aos direitolas... :( Foi assim que cá entrou a maldita troika que tanto mal nos fez! Filhos da... outra!

    ResponderEliminar
  5. Tanta ignorância, Santo Deus! Bem... Deus não aprovará a prática, mas o paciente deverá decidir com juntas médicas e família o sofrimento que irá sentir.... Velhinhos? Mentes deturpadas e mal formadas, já a pensar nas maldades do semelhante. Como se os mais novos não sofram de doenças incuráveis...

    A lei canadiana não foi aprovada à balda. Passaram-se anos com grandes debates.

    ResponderEliminar
  6. Adeusinho que isto hoje está para o pesado e já dei para este peditório.
    O Carlos acalme e tenha cuidado com os enfartes, aneurismas e o mais. E vá medir a tensão sff.

    ResponderEliminar
  7. Estas mentes brilhantes ainda nao perceberam que a despenalização da eutanásia não obriga ninguém a pratica-la se nao quiser.

    ResponderEliminar
  8. Para quê acrescentar fosse o que fosse ao que a Catarina escreveu?
    Assino onde???

    ResponderEliminar
  9. também quereria subscrever o comentário da Catarina

    lamento muito pelo que sucedeu com a sua mãe

    um beijinho
    Gábi

    ResponderEliminar
  10. A relação com a reacção à lei da despenalização do aborto é inevitável...´mas é preciso um debate muito longo e sério sobre o assunto até ser aprovada uma lei decente sobre tão sensível assunto

    ResponderEliminar