terça-feira, 15 de maio de 2018

Direitos dos imigrantes

Num país que proclama receber os imigrantes  calorosamente e onde o próprio primeiro ministro garante que Portugal precisa deles, a  manifestação de imigrantes à porta da AR não devia ter acontecido.
Mas aconteceu e, ao que parece,  com toda a razão. Como se justifica que imigrantes com contratos de trabalho, a  fazer descontos  para a Segurança Social, estejam ilegais há uma década?  A burocracia não explica tudo e o governo deve uma explicação. Aos imigrantes, obviamente, mas também aos portugueses.

6 comentários:

  1. Uma burocracia um pouco lenta...
    : )

    ResponderEliminar
  2. Qual é a pressa? Só chegou agora? Há pessoas que estão emigrantes toda a vida num país. Este governo ainda não teve tempo para tudo, precisamente depois dos outros terem despedido tanta gente e outros que se reformaram antecipadamente para evitar ainda mais penalizações. Pelos vistos a onda está a tingir todos...

    ResponderEliminar
  3. Aqui é bem pior, Carlos.
    Quando a presidente da Associação das Mulheres diz que as não residentes devem ir parir para a terra delas só mesmo com recurso ao murro se resolve uma questão destas :(

    ResponderEliminar