quinta-feira, 17 de maio de 2018

As virgens




Esteve muito bem Ferro Rodrigues nas críticas ao que se passou em Alcochete. Apesar de ser sportinguista, não se deixou obnubilar pela clubite e chamou os bois pelos nomes.
As declarações do Presidente da AR despoletaram uma série de indignações em virgens ofendidas que fazem parte deste governo. A começar por António Costa e MRS e a terminar no SEJD.
Ando a fazer esta pergunta há meses: quando é que o SEJD se demite? Ele é o rosto do governo nesta área e anda a assobiar para o ar há pelo menos um ano, garantindo que está tudo tranquilo. E manteve o discurso depois de um simpatizante do SCP ter sido morto e das agressões bárbaras à porta de vários estádios que se multiplicaram ao longo da época. O governo tem responsabilidades na escalada de violência e não pode armar-se em virgem ofendida. Acho ignóbil que o governo ( e a comunicação social) estejam a usar o SCP como bode expiatório, sacudindo a água do capote pela negligència com que têm encarado a violência no desporto. E isto não é exclusivo do futebol. A violência física e verbal nas modalidades de pavilhão está numa escalada imparável e ninguém faz nada. Isto de seremos um país de Brandos Costumes um dia vai acabar mal.
  Que diferença de atitude na análise ao que se passou  em Alcochete  e o silêncio, ou mesmo indiferença, com que   analisaram  as cenas de violência que ao longo da época  se verificaram em estádios de futebol, especialmente em Braga, Guimarães e Luz e que culminaram, na última jornada,  com uma bárbara agressão em Guimarães a um adepto que, pacificamente, ia ver um jogo de futebol.
A hipocrisia do poder político, fazendo do SCP o bombo da festa e ignorando as  responsabilidades do governo  causa-me um certo asco. 
Tanto, como o aproveitamento ignóbil  da direcção do SLB, que aproveitou para se vitimizar num comunicado que mete nojo pelo que encerra de oportunismo. Com gente desta ( e não há clubes incólumes, a começar pelo meu ) o desporto em geral- e o futebol em particular- não têm futuro em Portugal.
Espero que o governo tenha coragem para tomar as medidas que são necessárias para despoluir o futebol de gente que o está a destruir.
NOTA FINAL: Não precisam os comentadores do costume vir para aqui dizer " a começar pelo Pinto da Costa". Essa conversa fede e eu, apesar de amar o meu clube, sei muito bem fazer a destrinça; não vejo  santinhos nos dirigentes do FCP e demónios corruptos nos dos outros clubes.

22 comentários:

  1. Também gostei de ouvir. Vergonha nacional o que está a passar naquele grande clube que é o Sporting

    ResponderEliminar
  2. Concordo, Carlos.
    A propósito do mesmo assunto, escrevi no fb:
    Quero eu lá saber do Benfica, do Porto, do Sporting, do Marítimo ou do grupo de futebol da Merdaleja de Cima?!?!?
    Preocupa-me, sim, o meu país!!!!
    São os fundamentalismos doentios de que os outros fazem isto, os outros fazem aquilo e em que se nota um denominador comum: os das outras equipas é que são os fdp! Um curcuito fechado do agora és tu, depois sou eu.
    Pensei que o meu país evoluísse, mas não, prefere chafurdar na mediocridade por entre umas caminhadas a Fátima e, de preferência, com a música de fundo de um faduxo à maneira.
    Dispensam-se hooligans da palavra e da ação!

    ResponderEliminar
  3. Só ontem vi nas notícias portuguesas, que passam aqui entre as 17 e as 18 h num canal multicultural canadiano, depois da telenovela, e ao qual prestarei mais atenção de hoje em diante, ao que se passou em Alcochete. Não admira, pois, que eu tivesse lido um comentário onde o leitor ou leitora dizia sentir vergonha do seu país. O futebol é um desporto tão intenso que sempre causou reações exageradas nos seus adeptos mais “nervosos”. Quem não se lembra dos atos violentos em Liverpool ou noutras cidades inglesas? Na minha ingenuidade absurda de muitos anos atrás atribuia estas atitudes à má formação das pessoas, à ignorância, à pequenez de espírito... afinal, são tendências existentes em estado dormente que são ativadas por tudo o que seja relacionado a futebol.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Em Inglaterra cortaram o mal pela raiz, Catarina. Por cá andam com paninhos quentes e, além disso, há os intocáveis que nenhum poder tem coragem de enfrentar, porque o futebol é hoje em dia uma indústria que movimenta muitos milhões.

      Eliminar
  4. Tem toda a razão, as consequências deverão ser obrigatóriamente as aplicadas ou idênticas ás do Porto no âmbito do “Apito Dourado”, e das “amigáveis visitas” dos S Dragões ao Olival e ao Estágio dos Árbitros, se não poderem ser essas também servirão as idênticas a aplicar ao Benfica no âmbito do assassinado com um very ligth no Jamor ou da invasão e apedrejamento dos No Name num jogo SCP/SLB das camadas jovens em Alcochete, ou ainda as eventuais dos casos “LEX”, “e-Toupeiras”, “Vouchers”, “Jogo da Mala”, “e-Mails” e o mais que por aí vier…

    Assim sim, serão penas e castigos ajustados!!

    ResponderEliminar
  5. Mas a sério! Isto é vergonhoso!
    Até aqui falaram | escreveram sobre o assunto. Nunca pensei que as claques legais portuguesas fossem violentas, porque em geral, o nosso povo até é pacato.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. As ilegais ( do SLB) são mais violentas, Teresa. Estão habituadas a matar.

      Eliminar
  6. A mim o que me entristeceu foi ver jogadores e treinadores a serem agredidos por adeptos do proprio clube.

    O Sporting, comandado por um sociopata está em queda livre e isso não alegra quem gosta de desporto.

    Como de costume não podiam faltar os remoques ao Benfica, desta vez vou abster-me por já se tornar cansativo o tema.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não há qualquer remoque ao SLB. Apenas a lembrança de que há circunstâncias em que o silêncio é de ouro.

      Eliminar
  7. A sociedade é nos dias de hoje naturalmente violenta: por palavras e por actos, como se vê...
    Amigos? Companheiros?... Só alguns virtuais que surgem virtualmente e de vez em quando...
    Com aquele espécime presidencial o que se esperava das claques desordeiras que o apoiavam a 100%?...
    Fiquei envergonhada, mas não chocada.
    E os políticos que regem os nossos destinos que ponham aí os olhos... Também eles não sabem dar o exemplo "ao povo ignaro", no dizer dos nossos intelectuais de quinhentos...

    ResponderEliminar
  8. http://sicnoticias.sapo.pt/especiais/crise-no-sporting-/2018-05-17-Tres-dos-suspeitos-de-agressoes-em-Alcochete-com-ligacoes-ao-caso-da-morte-do-adepto-na-Luz

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bem me parecia que isto tinha sido tudo organizado pela claque, digo, grupo de simpatizantes organizados, do SLB.

      Eliminar
  9. http://sicnoticias.sapo.pt/desporto/2018-05-17-Ja-so-falta-colocar-la-snipers-da-policia

    ResponderEliminar
  10. Ouvir o programa de desporto de terça feira, no mesmo canal, com Paulo Saragoça da Matta, ilustre advogado que não gosta de futebol mas sabe do que fala.
    mais outro nobre senhor do Norte, o braço direito e testa de ferro de BCarvalho, que era comandante da Juve Leo, de onde também saiu o actual presidente. Tudo boa gente. +ena foi o Estoril ter baixado de divisão... Já agora também acho que deviam por os ministros a jogar à bola ou então andarem de moca na mão porque ninguém domina os actuais criminosos que vão para o desporto, para darem vazão aos seus recalcamentos, ou energia acumulada. Como diz Saragoça da Matta, o mundo está cada vez mais violento e ninguém vai conseguir dominar esta canalha.

    http://sicnoticias.sapo.pt/especiais/crise-no-sporting-/2018-05-17-Andre-Geraldes-paga-caucao-de-60-mil-euros-para-ficar-em-liberdade

    ResponderEliminar
  11. Comentário retirado do "O Jumento".
    Lidia Sousa > ccastanho • há 12 horas

    "um governo a serio ou a brincar, nao manda nos clubes, tem uma Federaçao,uma liga, um tribunal próprio , jurisdição, e obedecem à UEFA E À FIFA. ao GOVERNO COMPETE EXERCER A SEGURANÇA NO DIA DOS JOGOS, No caso de Alcochete é uma academia privada de treinos que o clube tem de ter clamaras de vigilância seguranças um portão fechado e só entra quem o segurança deixar, Acha que ainda temos de pagar impostos para o estado ter policia *à porta de todos os campos de treinos*? e depois quem paga as reformas e SNS.?"


    PS: ando atrasada porque estive sem internet e tv por causa do vento...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu explicaria à senhora que fez esse comentário porque está errada, se ela o tivesse feito aqui.

      Eliminar