segunda-feira, 30 de abril de 2018

Alimentação saudável

Enchem-nos diariamente de conselhos sobre alimentação saudável;
Alertam-nos constantemente para a fata de higiene de restaurantes e o efeito de contaminação;
Inundam-nos com estudos sobre "como comer bem" e  exortam-nos a estar vigilantes em relação à fast food;
Recomendam-nos que tenhamos cuidado com as embalagens, prestemos atenção ao impacto ambiental dos produtos,  separemos os lixos e evitemos modos de preparação dos alimentos prejudiciais â saúde.
Mas depois, esses mesmos que nos incitam às boas práticas alimentares, autorizam a realização de festivais "Street food" onde a falta de higiene é notória e a fiscalização parece ser residual.
Está a decorrer um desses festivais aqui  nos jardins do Estoril. Além do cheiro pestilento a comidas no ar, da pouca fiabilidade no armazenamento e confecção dos alimentos, ainda somos confrontados com o tratamento descuidado dos jardins, transformados em lixeira a céu aberto, em resultado das nulas preocupações dos visitantes em preservar o espaço público.
Enfim... Tugas! 

6 comentários:

  1. No ano passado fui a um destes festivais de Street Food num bairro não muito longe de casa. Talvez com uma meia dúzia de carrinhas.Foi ao fim da tarde e o espaço continuava limpo. Os caixotes do lixo são utilizados por aqui! :))) Também me dizem que há grande fiscalização o que não pude confirmar. Confirmei apenas que os pratos eram preparados à nossa frente e não vi nada que me deixasse apreensiva.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por cá ainda há muita gente que olha para os caixotes do lixo e pensa que são peças decorativas, Catarina. Quanto à higiene, não sei não...

      Eliminar
  2. Também não me encanto com esse tipo de eventos, adoro estar à mesa, comer e conversar, por isso escolho ambientes calmos descontraídos, limpos e muito confortáveis na nossa zona isso é importante porque o vento pode estragar qualquer sitio por mais belo que seja :)))
    bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu também prefiro esses locais. Os restaurantes do paredão ( exceptuando o Opipar e um italiano aqui no Tamariz) são quase todos para esquecer. O Reverse não é mau, mas a relação qualidade preço é péssima. Por isso, fujo sempre para outroslocais mais recatados.

      Eliminar
  3. Constatei o oposto recentemente o Japão.
    Civismo e falta dele.

    ResponderEliminar