sexta-feira, 30 de março de 2018

Tradições da Páscoa




Os coelhinhos, as amêndoas, o pão de ló e o compasso são tradições da Páscoa que remontam a tempos ancestrais
Nos últimos anos, nasceu em Portugal uma  nova tradição Pascal que, segundo creio, é única no mundo. Todos os anos os trabalhadores dos museus e monumentos assinalam a data com uma greve. Com ou sem coelhinhos.

10 comentários:

  1. Respostas
    1. Crucificados, Rogério? Então peço desculpa... não sabia que era esse o motivo da greve. Se assim é, deviam ter dispensa, pois estou a ver que vão fazer de Cristo para as procissões pascais QUE ABUNDAM POR ESSE PAÍS FORA.
      Estou a brincar, obviamente...

      Eliminar
  2. Uma tradição meia descabida, digo eu!

    Feliz Páscoa para o si Carlos e para aqueles que lhe são queridos.

    Beijinho enorme

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado, Flor. Igualmente para si. Beijinho muito grande.

      Eliminar
  3. Devia ficar com mictomatose. boa maneira de prejudicar o País, precisamente quando estão a dar mais dinheiro para a Cultura e temos um bom ministro da pasta, sujo ministério foi sempre um parente pobre, pois temos carência muito grandes e há que seguir a pirâmide de Maslow...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Creio que a mictomatose é dirigida aos trabalhadores dos monumentos e museus e não a mim, Anphy. Mesmo assim, não consigo concordar consigo em relação ao ministro que considero boa pessoa, mas um ministro invisível.

      Eliminar
    2. Claro que seria para os trabalhadores. O Carlos já sabe que eu escrevo por impulso e ao correr da pena. Não gosto de ler o que escrevo porque senão apagaria tudo. Não me importo que me chamem burra ou ainda pior. Eu sei que não sou. E até acho um preciosismo e uma perda de tempo, colocar um novo comentário, só para acrescentar uma vírgula (apesar da sua importância). Embora me considere uma perfeccionista em certas coisas, há certas coisas em que não vale a pena perder tempo. Por isso eu deixei o meu blogue em dormência, porque exigia mais responsabilidade. Também não sei porquê desde que mudou a hora os dias não me chegam para nada. Deve ser porque estou mais activa com a Primavera.
      Já agora acho que os poetas são geralmente pessoas pacatas e cão que ladra não morde...

      Eliminar
    3. Claro que sei disso tudo, mas fiz o reparo para evitar mal entendidos por parte de leitores que não sabem e depois vêm para aqui criticá-la e acusá-la por coisas que não quis dizer.
      Também não tenho por hábito corrigir erros quando se percebe o sentido, caso contrário passaria metade dos meus dias ao computador. Pelo menos...

      Eliminar
  4. As tradições pascoais alemães são, sem dúvida, muitíssimo mais interessantes.

    Um beijinho doce como as amêndoas e chocolates para o meu querido amigo Carlos 😘

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado por este doce miminho, Teresa. Embora me estejam vedadas as amêndoas, quero ver se consigo comer um bocadinho de Pão de Ló de Margaride.
      Uma Páscoa alegre, feliz e também muito doce para si. Beijinho grande

      Eliminar