segunda-feira, 12 de março de 2018

A Brasileira de Prazins




Esta senhora pensa que é independente e livre. 
Está enganada. Como a sua história de vida demonstra e a entrevista a Vítor Gonçalves confirmou é  uma oportunista. Tem todo o direito em sê-lo, se isso lhe apraz. Não venha é vender banha da cobra e subir na vida à custa da desgraça alheia. A senhora vai a todas, é só uma questão de preço.
EM TEMPO: Aviso algumas mentes mais rebuscadas que este post não é racista, xenófobo, machista, nem esquerdista. Escreveria ( e já escrevi) o mesmo sobre homens, portugueses e de esquerda, que tenham ( ou tiveram) o mesmo comportamento de Nádia. A afirmação de que é uma mulher livre e independente é o embrulho da hipocrisia e do oportunismo, que cai muito bem em certos grupos de feministas, mas só engana parvos. 

5 comentários:

  1. A mim nunca me enganou....

    ResponderEliminar
  2. ..penso k perdeu o marido e um filho nos incendios do ano passado.

    ResponderEliminar
  3. Perdeu o filho de cinco anos e o ex-marido nos fogos de Pedrogão...está a sobreviver eu respeito a sua dor e dou-lhe o beneficio da dúvida uma vez que ela afirma estar à disposição de todos os partidos...

    ResponderEliminar