quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018

Formação de professores: o método Trump




Donald Trump admite que é necessário reforçar as verbas para a formação de professores.
 Um dos objectivos é reduzir os atentados  nas escolas americanas ( desde o início do ano já se registaram 18), pelo que Trump considera uma boa ideia armar os professores, e dar-lhes formação adequada no seu manuseamento, de forma a poderem ripostar aos alunos.
Mais surpreendente, é que a ideia tenha sido lançada e apoiada por alguns pais.
Suspeito, por isso, que nesta América de regresso ao Velho Oeste, passe a fazer parte da formação dos profs americanos um módulo " Como se tornar um bom matador para defender os seus alunos".
Quando começará a próxima guerra civil americana?

10 comentários:

  1. E os que forem peritos no manuseamento de armas recebem um bónus!!

    Vi ontem à noite o “Town Hall” sobre o controlo de armas organizado pela CNN. Valeu a pena. Veremos quais serão os resultados futuros. Suspeito que muito poucos. A NRC tem um poder incalculável.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O mais preocupante é que o poder do NRC é transversal na sociedade americana. Compraram os votos dos republicanos, no tempo de Obama, mas também o de alguns senadores democratas, para que a lei fosse chumbada.

      Eliminar
    2. Sim, a NRA contribuiu com milhões e continuará.

      Eliminar
  2. Meu caro Carlinhosamigo

    Esse Frankenstein de pacotilha que dá pelo nome de Donald Trump quer fazer o papel de Sitting Bull - quantos mais mortos, melhor - para ficar na "História" dos EUA, tal como o velho chefe chefe Sioux coligado com o seu parceiro Chyene Crazy Horse derrotaram o general George Custer na batalha de Little Byhorne, a maior derrota do exército norte-americano nas guerras com os indígenas.
    (NA -Eu sei bastante disto porque na Faculdade de Direito fiz um trabalho no Direito Constitucional que era dado pelo Marques Guedes sobre a Constituição Norte-Americana onde na sua génese abordei as guerras contra os indígenas. Desculpa o comprimento deste comentário)

    Um abração deste teu amigo e admirador pela coragem e valentia

    Henrique, o Leãozão

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já sabes que os teus comentários são sempre bem vindos. Leãozão. Aquele abraço

      Eliminar
  3. Isto tudo está a ficar deveras assustador! Mundo cão!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Preocupante o apoio de Trump a Israel e oque se está a passar na Síria, que pode ser o prenúncio de um alastramento do conflito ao Irão e com a Turquia metida ao barulho.

      Eliminar
  4. Será uma boa oportunidade para construir carreiras de tiro nas escolas, com um horário organizado para professores e alunos. Talvez até se possa fazer um quadro de honra para premiar os melhores atiradores.

    O que choca na noticia é a discriminação - porque não poderão também os trabalhadores da secretaria, os "contínuos" e demais pessoal entrar nesta batalha? É que quando toca a disparar ninguém vai perguntar a profissão antes de atirar.

    Wake up America.

    ResponderEliminar
  5. Este gajo não é normal, Carlos.
    Armar os professores???
    FDP!!!

    ResponderEliminar