sábado, 30 de setembro de 2017

Memórias em vinil (CCLII)

Boa noite e um excelente domingo!
O que não vai faltar é animação...

O dia seguinte

É provável que na  noite de domingo e na próxima segunda-feira se discutam mais as incidências do Sporting-FC do Porto, do que as eleições autárquicas por isso, à guisa de antevisão, deixo aqui alguns palpites:
- As sondagens subestimaram o PSD, atribuindo-lhe intenções de voto tão irrisórias, que ninguém acredita que sejam reais. Na noite de domingo não faltará quem admita que as sondagens motivaram os eleitores do PSD. Cá para mim, esse era mesmo o propósito das sondagens da Universidade Católica que têm vindo a ser divulgadas pela RTP. A entrevista de Sofia Vala Rocha ao DN foi a cereja no bolo da tentativa de vitimização da candidata laranja;
- Passos Coelho gritará vitória, porque  o PSD não sofrerá uma derrota estrondosa e humilhante. Essa aconteceu em 2013, mas poucos lhe deram importância, porque era preciso continuar a promover a bíblia da austeridade difundida à exaustão pela coligação PSD/CDS então no poder. Ninguém acredita que o PSD conquiste menos do que as 89 câmaras de 2013 ( 102 se juntarmos as que venceu em coligação), por isso, só resultados desastrosos em Lisboa e no Porto, ou a perda de câmaras emblemáticas como Viseu, poderão afectar a moral das tropas laranjas;
- O PS não terá uma vitória retumbante, porque os resultados alcançados em 2013 me parecem irrepetíveis;
- Assunção Cristas irá pular muito na noite de domingo, porque o CDS/PP ultrapassará largamente os 7,5% de referência, podendo mesmo dar uma abada a Teresa Leal Coelho em Lisboa;
- BE e CDU conquistarão mais câmaras, terão mais eleitos e reforçarão a sua votação;
- António Costa, Jerónimo de Sousa e Catarina Martins farão figas para que PPC continue na liderança do PSD, porque esse é o melhor abono de família para a geringonça.